O primeiro dia do Rally Transcatarina 2016 começou gelado: 2ºC em Fraiburgo!

A primeira prova foi ao redor de Fraiburgo, começando com uma estradinha e seguindo em direção a um pomar, com breve passagem. Depois foi a vez das estradas de plantação e para finalizar muitos balaios no pomar. O apoio foi montado no Posto Maçã, onde tiveram um neutro de 15 minutos.

A segunda prova saiu do posto, deslocou por 23 km de asfalto e depois 5 km de estradinha de terra até um reflorestamento, onde a brincadeira ficou boa: 23 km de balaio! Na sequência percorreram 7 km de deslocamento, com radares de 40 km/h, onde muita gente pode acabar jogando o rally fora, é preciso ter muita atenção. Além disso, todos os deslocamentos feitos em estrada de terra também de tem radar, de 60 km/h, além dos outros radares descritos em planilha.  Finalizando a prova foram 15 km deslocamento por asfalto até um posto Shell, onde o apoio também estava presente.

A dupla Camila e André, do Tulipa Rally Team, achou que o dia de hoje no Transcatarina apesar de não ter médias tão altas, foi muito dinâmico, com muitas entradinhas, toda hora uma mudança de direção. “O navegador não pára de falar, toda hora tem um direita/esquerda, também tivemos muitas mudanças de média e vários balaios. Pra mim que nunca tinha feito prova do Weidner, achei muito boa!” comentou Camila.

A terceira prova começou com um deslocamento de 20 km, misto entre asfalto e terra, e no final do asfalto um radar de 30 km/h que pediu muita atenção dos competidores. A parte navegada começou na fazenda da Temasa, onde andaram por 13 km. Na sequência fizeram um deslocamento de 30 km, uma travessia de rio e parada para almoço na fazenda São Pedro (Tesser), após o almoço saíram direto para mais 17 km de diversão, com muitos balaios e com muita lama, que acabaram formando facões e dificultando a vida dos competidores. Para finalizar o dia, foram mais 15 km de deslocamento em estrada de terra até Timbó Grande e mais 68 km de deslocamento por estrada de terra até o asfalto, onde percorreram mais 23 km até a chegada em Canoinhas.

 

Para o diretor da SC Racing, Edson João da Costa, hoje foi um dia diferente: “Hoje pela primeira vez na história do Transcatarina, o primeiro dia foi sem chuva.Largamos de Fraiburgo com tempo bem seco e bastante poeira na etapa, que aconteceu ainda em torno da cidade. Foi uma etapa um pouco mais lenta mas com bastante elogios pelos competidores. Já a segunda etapa foi bem mais pegada, rápida e cheia de pegadinhas, uma etapa bem técnica. A terceira etapa, bem parecida com a segunda, também de nível muito técnico e cheio de balaios. Para as categorias Turismo, Turismo light e Jeep, apenas o final da terceira etapa foi cortada por questão do tempo, não queríamos que o pessoal chegasse com o tempo escuro em Canoinhas. Infelizmente depois de calcularmos os balaios e deslocamentos, o horário ficou um pouco puxado, acostumados com muita chuva e quebras em função a isto, preferimos não atrasar a chegada dos participantes e a premiação. Tirando que tivemos um deslocamento um pouco grande no final por termos utilizados durante a prova fazendas mais curtas do que os anos anteriores, onde as fazendas utilizadas eram muito grandes e as etapas eram mais rápidas mas com referências bem distantes, e neste ano, o Weidner optou por fazendas menores mas com referências bem perto uma das outras, o que levou a uma prova mais dinâmica e pegada, e muito elogiada por todos.”

A noite aconteceu um dos tradicionais jantares do Transcatarina e  logo depois a premiação.

No deslocamento final a outra dupla do Tulipa Rally Team, Lisiane e Guilherme, teve problema com um pneu e precisou fazer um pit stop, mas nada que tenha atrapalhado o bom desempenho novamente no dia de hoje!

.

Clique aqui para ver o resultado do primeiro dia e a ordem de largada do 2ª dia completa!

.

Resultados do 1º dia de prova (5 primeiros)

Master
1 – Flavio Roberto Kath e Rafain Walendowsky (43 pontos)
2 – Paulo Roberto de Goes e Jhonatan Ardigo (38 pontos)
3 – Leandro Pererira Moor e Claudio Roberto Flores (35 pontos)
4 – Daniel Maffi e Enedir Silva Junior, Bolacha (33 pontos)
5 – Oscar José Schmidt e Gustavo Schmidt (32 pontos)

Graduados
1 – Denis Lutke e Márcio Pedro Pilz (34 pontos)
2 – Everton Gratt e Wesley Sari (34 pontos)
3 – Igor Ditzel Kritski e Robson Schuinka (32 pontos)
4 – Márcio Ruckl e Márcio Ruckl Júnior (29 pontos)
5 – Eduardo Schvambach e Julio Cesar Maba Floriani (25 pontos)

Turismo
1 – André Diniz Pereira e Marcelo Antônio Detoni (46 pontos)
2 – Leonardo Borges Menarim e Adriana Micheli (36 pontos)
3 – Guilherme Barbosa e Lisiane Homem (34 pontos)
4 – Lire Aparecida Rozalen Tesser e Caroline Tesser (27 pontos)
5 – Dirceu Potrich e Leonardo Luiz Gonzaga da Silva (26 pontos)

Jeep
1 – Kassiano Kerber e Michael da Silveira Masson (49 pontos)
2 – Franco Caesar Gommersbach e Lucas Alberto Gommersbach (47 pontos)
3 – Adevilson Cesar Barbosa Prates e Rafael Martin Benavides (39 pontos)

.

Segundo Weidner Moreira, diretor de prova: “Amanhã o pessoal já pode largar com pneu normal, pneu MUD. Teremos chão duro, cascalhado e trajeto com balaios mais longos, uma poça ou outra de água, mas nada demais. O primeiro dia do Transcatarina foi mais pegado realmente, mas o dia de amanhã é de mais velocidade, dentro de reflorestamento de pinos. Uma prova diferente do dia de hoje, para que não tivéssemos 3 dias de provas iguais. Então é isso, um dia de mais velocidade, chão de cascalho e curvas bem rápidas.”

O segundo dia de prova terá cerca de 8 horas de duração, largando de Canoinhas e chegando em Rio Negrinho, a largada começa às 7:30.

.

Continuem acompanhando o Transcatarina aqui no Tulipa Rally!

.

Apoiadores