CROSS COUNTRY

A primeira especial do Rally dos Sertões 2017, como já era esperado, foi extremamente exigente.  Após o deslocamento inicial de pouco mais de 200 km, pilotos e navegadores passaram por vários tipos de terreno, em estradas com velocidades altas, muitas pedras, trechos de trial, travessias de rios e áreas agrícolas, em uma especial com mais de 300 km.

O dia foi marcado por muitas baixas, vários competidores quebraram pelo caminho e os mecânicos vão ter muito trabalho esta noite para preparar os carros para largarem amanhã.

Resultado do 1º dia – Cross Country *

GERAL (5 primeiros)
1º – #301 – Cristian Baumgart Stroczynski / Beco Andreotti Neto – Ranger – X Rally Team
2º – #315 – Sylvio Alves De Barros Netto / Rafael Capoani – Mini – ICarros
3º – #304 – Reinaldo M Varela / Gustavo Gugelmin – Ranger – Divino Fogão Rally Team
4º – #322 – Michel Terpins / Maykel Vilarta Neder Justo – T-Rex – MEM Motorsports
5º – #310 – Luiz Facco / Humberto Ribeiro Piaui – Triton Sport RS – Acelera Siriema

Categoria: PROTÓTIPOS T1 – FIA (3 primeiros)
1º – #301 – Cristian Baumgart Stroczynski / Beco Andreotti Neto – Ranger – X Rally Team
2º – #315 – Sylvio Alves De Barros Netto / Rafael Capoani – Mini – ICarros
3º – #304 – Reinaldo M Varela / Gustavo Gugelmin – Ranger – Divino Fogão Rally Team

Categoria: PROTÓTIPOS T1 (3 primeiros)
1º – #322 – Michel Terpins / Maykel Vilarta Neder Justo – T-Rex – MEM Motorsports
2º – #310 – Luiz Facco / Humberto Ribeiro Piaui – Triton Sport RS – Acelera Siriema
3º – #307 – Paulo Pichini / Paulo Cardoso Simões – Evoque – Go2Next Rally Team

Categoria: PRÓ BRASIL (3 primeiros)
1º – #342 – Wagner Felippe Roncon / Joselito Vieira De Melo Junior – Triton L200 RS – FD Rally Team
2º – #311 – Glauber Martins Da Fontoura / Minae Miyauti – Triton L200 RS – FD Rally team
3º – #324 – Luis Eduardo Stedile / Flavio Marinho De França – Sherpa – MEM Motorsports

Categoria: SUPER PRODUCTION (3 primeiros)
1º – #358 – Fernando Couto De Oliveira / Alexandre Aguiar De Carvalho – Triton L200 ER – FD Rally Team
2º – #359 – Leandro Fracassi / Eduardo Pereira E Costa – Triton L200 ER – Poeira Rally
3º – #357 – Marcelo De Oliveira Fiuza Chaves / Dalmo Bergantin – Triton L200 ER – Fast Rally Team

Categoria: PRODUCTION – T2 (3 primeiros)
1º – #333 – Nadimir Kayser de Oliveira / Ricardo Amorim da Silva – TR4ER – Mainha Racing
2º – #340 – Alexandre Silveira Carvalho / Pedro Eurico Cavalcanti Rego – ASX RS – FD Rally Team
3º – #349 – Diogo De Mesquita Cavalcante / Wellington Rezende Junior – TR4ER – Sacode a Poeira

*Resultado até o momento, ainda pode sofrer alterações.

.

REGULARIDADE

O primeiro dia do Rally do Sertões para a turma do regularidade começou cedo, eles partiram às 5h da manhã para um deslocamento inicial de 137,56 km. A prova teve mais de 8 horas de duração e 195,510 km de trechos cronometrados, com direito a muita poeira, pedras e balaios, que surpreendeu quem esperava uma prova em linha.

“A primeira etapa teve um balaio, que foi o grande diferencial, acho que ele deve definir os vencedores do dia. A segunda etapa teve médias muito acima do que estamos acostumados a andar na Turismo, o que exigiu uma retomada com “muito arrojo” rsrsrs. Em geral prova muito rápida que me surpreendeu, já que esperava uma prova mais em linha, o que me surpreendeu pra melhor. E pelo primeiro dia já valeu muito a pena estar aqui. O rally dos sertões é único, diferente de qualquer coisa. Tem que estar aqui para entender!” comenta Léo Lanziotti, da turismo com o carro #403.

Para a piloto Sandra Dias (#411), também da turismo: “Foi uma prova bem difícil, exigiu demais dos pilotos e como primeira etapa foi muito difícil pra navegador, diversos balaios muito rápidos que dificultou bastante a prova”.

“Apesar de termos tido alguns problemas, a prova foi incrível! Muito rápida e muito gostosa de navegar. Muito cedo pra falar se este ano será melhor que ano passado, mas pela primeira etapa, promete!” completa a navegadora Cristina Starling da Master (#406), que foi vice-campeã da Graduados ano passado.

Após menos de 30 km de deslocamento final, todos chegaram em Goianésia, e a satisfação estava nítida nos rostos dos participantes. Foi um excelente início de rally, que deixou todo mundo com vontade de largar novamente.

Resultado do 1º dia – Regularidade

Categoria: Master
1º – #401 – Oscar Jose Schmidt / Gustavo Schmidt – Troller T4 – TrilhaSC Rally Team
2º – #405 – Otávio Enz Filho / Allan Henrique Enz – Pajero Full 3D – Zenz Rally Team
3º – #402 – Renato Ferreira Martins / Enedir Da Silva Junior – Pajero Full 3D – Sacode a Poeira
4º – #413 – José Carlos Da Silva / Vanderlei Hirt Marques – Pajero Full 3D – Mit Full Racing
5º – #417 – Olair Fagundes / Waldomiro Teodoro Dos Anjos Junior – Pajero Full 3D – MT Rally Racing
6º – #406 – Fernando Possetti / Cristina Maria Ferreira Starling – Pajero Full 3D – Hidrodomi

Categoria: Graduados
1º – #410 – Aurélio Bilhalva / Tiago Poisl – Troller T4 – Trancos e Barrancos
2º – #408 – José Eduardo Guerra / Marcia Maria Esteves Guerra – Pajero Full 3D – Viagastro
3º – #416 – Marcelo Luiz Faustino Pereira / Waldemberg Dos Santos Barros – Pajero Full 3D – Mit Full Racing
4º – #409 – Milton Roberto Dresch / Alexandre Rech – Pajero Full 3D – Filtrobom / Valvoline / Tecfil 4×4
5º – #415 – Roberto Emery Bontempo / Leonardo José Berg Martins – Pajero Full 3D – Araponga Rally Team

Categoria: Turismo
1º – #411 – Sandra Dias / Mauricio Barros Alcantara – Pajero Full 3D – FD Rally Team
2º – #403 – Leonardo Lanziotti Da Costa / Priscila Nogueira Maciel – Pajero Full 3D – Lost Rally Team
3º – #404 – Paulo Renato Martins / Regiane Salgado Pagnard – Pajero Full 3D – Lost Rally Team
4º – #412 – Renato Fagundes Leal / Rodrigo Kemparski Pavan – Triton L200 Sport – RR Rally Team
5º – #414 – Sergio Ricci / Alessander Monteiro Soares – Jeep Wrangler – Trilha SC Rally Team
6º – #407 – Giovani Arnaldo De Mello / Pedro Pescador De Mello – Pajero Full 3D – Trancos e Barrancos

.

2ª ETAPA – 21 DE AGOSTO (SEGUNDA-FEIRA)

Goianésia (GO) > Santa Terezinha de Goiás (GO)
(Etapa Maratona – pilotos não podem contar com a ajuda de mecânicos e equipes)

CROSS COUNTRY
DI – 78 km
TE – 248 km
DF – 0 km
Total do dia: 326 km
O Rally dos Sertões entra em região de fazendas, com muitos mata-burros, depressões e lombadas. Estradas mais travadas e bem sinuosas vão proporcionar uma pilotagem prazerosa.  A navegação e a concentração serão muito importantes nesta etapa. A estratégia vai ser fundamental. Na etapa maratona, apenas pilotos e navegadores podem realizar manutenção dos veículos, sem ajuda externa.

REGULARIDADE
DI – 125,353 km
TE – 169,561 km
DF – 42,475 km
Total do dia: 337,389 km
No segundo dia de prova os competidores do regularidade irão andar nos mesmos trechos que o cross country, o que promete médias altas e exige muita concentração de pilotos e navegadores.

.