De volta as origens… a final do Paulista Off Road eu, Léo, corri com o Alex Kolla. De volta as origens porque em 2013 e 2014 nós corríamos juntos os rallys 4×4 que aconteciam por ai. E a Pri? Desta vez ficou passeando no shopping, literalmente, e eu, em vez de pilotar, fui navegar.

O rally aconteceu na cidade de Pindamonhangaba e tanto a secretaria de prova, como a largada e chegada aconteceram no shopping Pátio Pinda. Como nesta sexta-feira o trabalho não deu trégua, saímos de São Paulo já bem tarde e não deu tempo de irmos para o briefing, mas aproveitamos a chegada em Taubaté, onde iríamos passar a noite, para encontrar os amigos no melhor bar da região, o Du Costela. E olha que não estou exagerando… a costela estava realmente incrível de gostosa, ainda mais regada a Heineken geladinha.

Depois do jantar com os amigos fomos para a casa do Alex, que nos hospedou mais uma vez, e muito bem como sempre. Valeu Fabi, por aturar a gente nestas datas…

Aproveitamos a hospedagem para conhecer a linha de produtos e comidas lights e prontas que a Fabi está preparando e entregando tanto na região de Taubaté como também em São Paulo, chamada Fa Bene Alimentos Saudáveis. Ótima dica para deixar umas refeições no congelador e em minutos tudo pronto, delícia e muito light para seu almoço e jantar. E claro que sucos e sobremesa não poderiam faltar né? Fale com a Fabi que ela te mostra tudo. Eu já garanti a minha dieta.

Depois de uma boa noite de sono, incrível como sempre que dormimos na casa do Alex para os rallys que acontecem no Vale do Paraíba, eu durmo bem, ainda mais sabendo que a largada do primeiro carro seria só às 10h00. A galera VIBRAAAA por poder dormir um pouquinho a mais… mas também nem tanto, já que nós não conseguimos pegar a planilha no dia anterior, tivemos que chegar um pouco mais cedo para dar uma passada  na planilha né? O Paulista Off Road libera a planilha para os competidores no dia anterior, uma prática que eu aprovo pois dá tempo de “pintarmos“ as tulipas com calma.

.

.

Bem, enquanto eu dava uma olhada na planilha, o Alex foi arrumar tudo no carro para passar pela vistoria da FASP. Tudo certo, é hora de alinhar e largar. Um bom número de competidores na final do rally (mais de 50 carros), afinal todo mundo que anda uma vez esta prova gosta e quer ir em todas. Ainda mais  sendo a final do campeonato com troféu para os melhores do ano.

.

.

Uma coisa muita legal também é o fato do Paulista ser multimarcas, todos os 4×4 são bem vindos e foi isso que vimos nessa prova! Tinha Troller, Pajero e L200 que já estão acostumados com esse cenário, mas também Renegade, Volvo, Tracker, Grand Vitara, Jimny, ou seja, não tem desculpa pra deixar o 4×4 na garagem, já anote o calendário 2016 (veja aqui) e venha se encontrar conosco!

.

.

Largamos… em poucos minutos estávamos na terra e o rally começou. Prova excelente, como de costume dividida em duas partes com um neutro entre elas. A primeira prova andamos em umas fazendas que já conhecíamos, mas sempre em caminhos diferentes e na segunda prova, na mesma fazenda, mas sentido contrário. Foi bem bacana, muitos organizadores buscam locais diferentes para andar o dia todo, mas não é fácil achar tanta estrada de terra hoje em dia, o modelo que o Clayton preparou para os competidores desta vez não acho, de verdade, nada ruim… a diversão pra mim é a mesma, e garantida, já que o local tem muitas curvas e entradas escondidas que deixam os balaios bem complicados de se achar, algumas vezes.

.

.

Como demos sorte (ou não) de não ter chovido, o terreno estava muito bom para andarmos nas médias da planilha. Os muitos eucaliptos do caminho fazem com que a gente ande muitas vezes em local com muita sombra e por isso a chuva da semana ainda deixou algumas poças de lama pelo caminho, o que fez o carro deslizar em alguns momentos, mas nada que o piloto não pudesse controlar.

.

.

Chegando no neutro, um último obstáculo que deixou a prova mais emocionante: a travessia de um rio. Para nossa surpresa o rio estava mais cheio que de costume, mas a velocidade era bem baixa na planilha e os organizadores frisaram bem durante o briefing que se entrássemos bem devagar no rio ninguém teria problemas. Rio transposto, pausa para comer e tomar algo e de volta para a prova!

.

.

Na segunda parte, como falei acima, era na mesma fazenda, mas em sentido oposto, o que particularmente eu acho que pode confundir muito o competidor, como aconteceu comigo… O “balaio das casinhas” (um local onde existem duas ruínas de casinhas no meio dos eucaliptos) que havíamos passado na primeira prova teríamos que fazer novamente, mas é claro que não do mesmo jeito. Em vez de passar na frente e entrar no meio das casinhas, agora deveríamos passar atrás e voltar pelo meio delas e nesta hora dei uma bobeada com uma metragem que eu achava que estava errada e perdemos 10 segundos. Coitado do Alex que agora é acelerar para recuperar o tempo perdido… mas foi bem rápido, ainda bem.

.

.

Depois de mais 2 horas de navegação no rally chegamos no final da prova e pegamos o deslocamento de volta para o shopping. Depois de 10 minutos de deslocamento eu vejo dois loucos no meio da estrada sinalizando para pararmos… Eram o Glauber e o Edu, pararam em um boteco na beira da estrada para comer uma costela de fogo de chão. Confesso que estava DIVINA! A Sandra e a Minae também pararam para aproveitar a costela defumada (de caminhões) servida ali mesmo, na beira da estrada.

.

.

Chegamos no shopping e encontrei a Priscilla… de unha feita e sacolas, um monte de sacolas… o rally dela foi nas lojas e os pontos que ela ganhou foi no programa de fidelidade do cartão de crédito… mas valeu a pena, porque eu ganhei presentes também rsrsrs.

O almoço do pessoal do rally foi num lugar reservado só para nós, bem gostoso e tudo organizado. Buffet de comida bem boa e relativamente barata, foi ótimo. Entre uma cerveja e outra, de repente surge um coro entre todo mundo do rally: “parabéns pra você…” É, segunda-feira, dia 07 foi meu aniversário, e dia 08 do Jura Amaral, e fizeram uma festa surpresa pra gente. Descobrimos também que outro amigo fazia aniversário naquele dia mesmo, o Léo da Priscilla… não, não eu, é que o casal também é formado pelo Leonardo e pela Priscilla. Coincidência boa. Parabéns amigos, muitos rallys pra nóis!!!

Depois de comermos bolo de chocolate, que estava incrível, hora de premiação.

.

12108002_986674311413206_3860134586726332344_n

Aniversariantes de Dezembro

Em nossa categoria foram falando todos os pontos e posição dos competidores até o 6º colocado, e não estávamos lá. Então significa uma coisa: PÓDIO!!! É voltamos com tudo Alex, valeu a parceria. Ficamos em 5º lugar e o melhor de tudo foi ver a alegria da Sandra e da Minae ficando em PRIMEIRO, na frente do Glauber e do Edu, que ficaram em segundo. Merece destaque no post também a Maíra, que ficou em 4º lugar no rally e que levou de zequinha o Jurinha. Zequinha porque ele não faz nada mesmo, quem ganhou o troféu sozinha foi ela. Huhauhaua. Brincadeiras a parte, parabéns ao Jurinha e Maíra e ao casal Camila e André, que a cada prova estão andando melhor e beliscando a categoria graduados logo mais.

.

SUPER MASTER

  1. Fabio Vernizi / Alexandre Martinez – São Paulo
  2. Waldir Hudson Barbosa / Maria Eveli Giani Barbosa – Bragança Paulista
  3. Fabio Rafael Fiorini / Orestes Bacchetti Junior – São Paulo
  4. Carlos Bevilaqua / Fabiano Bonafe – São Paulo
  5. Joao Jose Carneiro de Mendonça / Lourival Roldan – Belo Horizonte

GRADUADOS

  1. José Eduardo Guerra / Marcia Maria Esteves Guerra – Uberlandia
  2. Alexandre Chaves / Pedro Coletta – Valinhos
  3. Celso Macedo / Belen Macedo – Piracaia
  4. Daniel Krabbe / Monica Krabbe – Jacareí
  5. José Carlos Selbach Eymael / Victor Bernt Eymael – Santana de Parnaiba

TURISMO

  1. Sandra Dias / Minae Miyauti – Santana de Parnaiba
  2. Glauber Fontoura / Eduardo Costa – Santana de Parnaiba
  3. Andre Minichelli Mazoni / Camila Leme Marques Mazoni – Guarulhos
  4. Jurandir do Amaral Neto / Maíra Ramos Poletti – Bragança Paulista
  5. Alex A. de Souza / Leonardo Magalhães – Tremembe

TURISMO LIGHT

  1. Frederik Hendrik Jonker / Frederik Hendrik Jonker – Taubaté
  2. Douglas de Godoy Costa / Joel Leopoldo Costa – Taubate
  3. Renato Martns / Regiane Pagnard Martins – São Paulo
  4. Leonardo Lanziotti / Priscila Nogueira Maciel – Belo Horizonte
  5. Roberto de Camargo Zanini / Denise Stringhini – São Paulo

.

.

Depois da premiação da prova foi a vez do campeonato. E como não era de se estranhar, um casal de amigos muito queridos ficou em primeiro na Graduados, Belén e Celso, parabéns! E os vice-campeões foram Daniel e Mônica Krabbe.

Na Turismo, já não era novidade pra ninguém, ganharam os Sorocabas que já lideravam o campeonato desde a primeira prova. Renato Silva /Daniel Palma em primeiro e Reginaldo Silva / Maurício Barros em segundo. Bem-vindos a categoria Graduados! Vai Sorocaba!!!

E na Master, Fábio Vernizi e Alexandre Martinez levaram o bicampeonato pra casa, com Fábio Fiorini e Orestes Bacchetti Jr como vice-campeões.

.

.

Confiram o resultado completo aqui e muitas outras fotos na nossa página no facebook.

.

Mais um ano de rally show do Paulista Off Road, gostaríamos de agradecer ao Clayton e ao Paulo Animau pela paciência e perseverança em fazer um campeonato sensacional. Também a Ana Prado, que sem ela nada daria certo. E como não citar também a Brenda Prado que, sem sua ajuda, a Ana e o Clayton não saberiam o que fazer sozinhos… E principalmente aos patrocinadores, que sem eles nada seria possível.

.

.

Apoiadores