Você deve conhecer a Helena Soares… Mãe, rainha de bateria, são paulina de carteirinha, musa do Rally dos Sertões e única piloto de rally da sua categoria, Helena partiu para sua 7ª participação no maior rally Cross Country do país e segundo no mundo. Andando forte e entre os primeiros da sua categoria, Helena segurou as primeiras posições até o último dia de especial. Acompanhando de perto os primeiros colocados do rally ela comenta:

“Passamos todo o Rally sustentando os primeiros lugares na categoria, começamos em 5, subimos pra 3, 2 e estamos agora em 3 lugar, tá difícil segurar o povo com seus “canhões” a diferença do nosso motor diesel é surreal mas ainda sim não vou facilitar, vamos brigar até o último quilômetro.”

Ela encontrou alguns problemas no meio do caminho, chegou a ficar sem freio, quebrou o diferencial dianteiro em uma das etapas ficando apenas com tração traseira, mas continuou firme na disputa. Mesmo sem freio e sem tração, passou pela etapa mais temida do rally, a Maratona e seguiu firme para a última etapa, onde passou por um momento de grande tensão.

Logo no quilômetro 20 da última etapa, Helena e Idali sofreram um acidente com o carro passando por cima de uma pedra,  que invadiu um barranco e bateu em uma árvore, o que acabou fraturando a mão da piloto. Mas o que faria muitos abandonarem a competição, para Helena foi superação. Ela não teve dúvidas, com todo o incentivo e apoio de seu navegador, Helena mesmo com a mão quebrada ajudou a trocar a roda quebrada e dirigiu mais de 90 km até a linha de chegada.

Confira o relato da piloto:

“Qual é o seu limite? Até onde você vai pra superar seus desafios?
Podem achar o que for, mas é essa a minha paixão, não tem explicação, amo esse esporte e nele me realizo. Ontem ficará marcado na memória, aos 20 km de prova um quase acidente, uma batida forte e na luta contra a força da batida que ia tombar nossa caminhonete tive uma fratura. Neste momento pensei que nossa prova acabava ali, mas vi meu navegador lutando pra ser rápido na troca da roda quebrada enquanto me dizia “essa é a hora de mostrar nossa determinação” e não tive dúvidas em continuar. Juntei forças ao ponto de ainda levantar a roda tirada e amarrá-la na caçamba, entramos no carro, e determinados seguimos na prova… Idali me ajudando na troca de marcha e com uma mão só pilotei os 90 km seguintes. @idalibosse ali do lado na coragem ainda me fazia acelerar, isso me deixou segura, e a minha dor era pequena diante da nossa determinação. A cada movimento a dor quase me cegava, o carro desalinhado tornou ainda mais difícil e por fim, usamos nossa água potável para completar o reservatório do radiador nas paradas que fazíamos a cada trecho de radar. Cruzamos a linha de chegada exaustos, tensos, tristes e felizes ao mesmo tempo. Tive um pronto atendimento pela equipe médica do Rally, sempre atenta a tudo e bem equipada e meu navegador então assumiu o volante no trecho de deslocamento até o parque fechado. Fechamos a última etapa ainda sustentando o 4º lugar na categoria e 15º lugar na geral num total de 40 carros competindo. Quero agradecer minha equipe Experts4x4, a Equipe médica do Rally que tomou todas as providencias iniciais, meu navegador Idali Bosse que além de navegar muito deu show de determinação e foi essencial na nossa conquista. Agora é fazer a cirurgia e tratar pra logo estar de volta ‪#‎experts4x4‬ ‪#‎petroball‬ ‪#‎rednose‬ ‪#‎rallylifestyle‬ ‪#‎rallydossertoes‬”

Embora com 3 fraturas importantes no punho, helena será operada na quarta-feira, dia 12/08 para colocação de fios, placas e reconstituição… Tempo médio de recuperação é de 8 a 12 semanas. Depois ela está pronta pra outro rally.

Isto é superação, isto é Rally dos Sertões!

 

Confira a sequencia de vídeos publicados pela própria Helena mostrando o que foi relatado:

Helena Soares contou com o apoio de: Red Nose, Oversign Brasil, Naturalracing Racing Petroball Racing‬.