A bordo da Mitsubishi Triton Sport SR, equipe Acelera Siriema enfrenta, neste domingo, a desafiante 1ª etapa entre Goiás e Goianésia

Oficialmente a 25ª edição do Rally dos Sertões teve início neste domingo, 20, quando os competidores encaram a primeira etapa entre Goiânia e Goianésia, no estado de Goiás, com 680 quilômetros. Antes, no sábado, a dupla da Acelera Siriema, Luiz Facco e Humberto Ribeiro #310 disputou o Prólogo (tomada de tempo que define a ordem de largada), em um circuito de terra de 6 quilômetros, que foi apenas um “esquenta” para a prova que tem mais de 3.300 quilômetros e terminará em 26/8, em Bonito, Mato Grosso do Sul. Facco e Ribeiro (#310) fizeram o 3º tempo  (4m03s63) da Protótipos T1 e, ainda o nono tempo da geral.

A dupla do piloto de Santana do Parnaíba (SP) e do navegador de Teresina (PI) compete pela primeira vez na Protótipos T1, categoria dos carros nacionais mais bem preparados, a bordo de uma Mitsubishi Triton Sport SR. A intenção da dupla não era forçar o carro ao extremo, mas ser competitiva o bastante para largar em uma posição mas favorável e foi o que conseguiu: largou entre os 10 primeiros, em meio a um grid de 42 carros. Dia repleto de adversidades, com trial pesado, poeira fina como “talco”, travessia de rios, serra, curvas, trechos de média e alta velocidade, muitas pedras, que exigirá extremamente das máquinas e dos competidores. Os organizadores já avisaram para não subestimarem a poeira e ficarem atentos a zona de radar nas pontes.

Piloto Luiz Facco (SP) mais de 20 anos de off-road, pentacampeão brasileiro de Rally Cross Country, hexacampeão paulista de Rally de Velocidade e tricampeão do Rally dos Sertões: “Prólogo do Sertões é até meio complicado porque está todo mundo com a adrenalina a mil, mas foi tudo bem com a gente. O rali mesmo começa na primeira etapa, que será uma prova difícil, longa mas vamos precisar ter calma, porque quem não tiver cabeça não chegará.”

Navegador Humberto Ribeiro (Teresina/PI), 18 anos de off-road,  há cinco anos na equipe, bicampeão brasileiro de Rally Cross Country e último título no Rally dos Sertões em 2015 (Pró Brasil). “Prólogo bem rápido, com piso solto e tivemos uma boa colocação em nono na geral, mas foi um aquecimento. A etapa deste domingo é longa e bem dura e é uma Especial do jeito que a gente gosta. Estamos bem animados e esperamos começar com o pé direito. O rali começa agora.”

O tempo máximo permitido para completar a Especial 1, de 306 quilômetros, será de 6h30, quem tiver problemas e ultrapassar esse limite será penalizado, em acréscimo de tempo. E como trata-se de uma prova em linha com sete etapas, o forfete, como é chamado a penalização, é temido por todos, pois a disputa é contra o relógio.

Facco e Ribeiro são os atuais vice-líderes no Campeonato Brasileiro de Rally Cross Country, na Protótipos T1 e como, as duas primeiras etapas do Rally dos Sertões somam pontos para o ranking nacional, também haverá muita estratégia para conseguir alguns pontos importantes, nesses dois dias, que serão muito duros e que, certamente, vão selecionar parte do grid.

O roteiro 2017 ficou concentrado apenas no Centro-Oeste e roteiros inéditos que prometem ser bem prazerosos para os amantes do Cross Country, entre os estados de Goiás, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. Facco está em seu 14º Rally dos Sertões, enquanto Ribeiro completou 12 participações. A equipe é tricampeã da competição (2009 e 2010 na Super Production e, em 2015, na Pró Brasil) e, além das adversidades do percurso, encara a disputa em uma categoria bem competitiva que brigam por centésimos de segundos.

 

Notícias e informações sobre a dupla no site www.acelerasiriema.com.br e no Facebook: @acelerasiriemarally. Acompanhe também os vídeos diários da dupla durante a prova na fanpage.

A equipe conta com o patrocínio da Gonçalves S/A Indústria Gráfica, Yokohama e Acelera Siriema Rally e apoio da Mitsubishi, Spinelli Racing, Pró Tune e FD Stands e Displays.

.

.

Informações divulgadas pela assessoria de imprensa.