A partir de hoje começamos uma série de 10 posts sobre o Rally dos Sertões, fazendo uma contagem regressiva para a prova deste ano que tem muitas novidades!

Além de voltar para o Norte, o roteiro desse ano (assunto deste primeiro post) também irá receber os carros do Cross Country e do regularidade, que volta a fazer parte da competição.

.

Faltam 10 semanas para o Rally dos Sertões!

.

Roteiro 2016

O Rally dos Sertões começou em 1993, já como a maior prova do Brasil, com largada em Campos do Jordão/SP e chegada em Natal/RN. Até 2014 todos os roteiros tinha sido feitos praticamente em sentido norte, pelas regiões sudeste, centro-oeste, norte e nordeste.

Em 2015, o rally saiu de Goiânia/GO e pela primeira vez foi para o sul, acabando em Foz do Iguaçú/PR. Este ano ele retoma o sentido original, para o norte, com largada em Goiânia/GO e chegada em Palmas/TO.

.

Sertoes-Roteiro2016

.

Outra novidade este ano fica por conta da quantidade de trechos cronometrados, as especiais, que serão 74% de todo o percurso, índice recorde na história da prova. O percurso terá 3.143 km no total, sendo 2.341 km com pé no porão. A etapa Maratona, toda feita no Jalapão, terá um total de 917 km, que irá testar pilotos que navegadores que não poderão contar com a ajuda das equipes de apoio.

.

Tudo começa no espaço
Depois achar os caminhos pelo computador, por meio do Google Earth, o diretor de prova do Sertões, Du Sachs, partiu com a missão de conhecer in-loco os trechos que serão percorridos por carros, motos, quadriciclos e UTVs. Foram 15 dias de viagem.

O Rally dos Sertões será prova para quem gosta de encarar desafios e superá-los. “Vai exigir muito preparo físico e concentração por parte dos pilotos e os veículos precisarão estar bem acertados. As etapas serão longas e a prova vai percorrer o Jalapão de ponta a ponta. Estamos usando praticamente todas as trilhas que conhecemos e algumas inéditas”, conta Sachs.

O Sertões 2016 promete ser um dos mais difíceis e também lindos da história. “Os competidores enfrentarão todo tipo de terreno, com areião, cascalho, travessia de rios, pedras e serras”, descreve Marcos Moraes.

.

Etapa 1: Goiânia – Padre Bernardo (04/09)

Goiânia é uma das cidades que mais esteve presente no Rally dos Sertões e este ano será o ponto de partida novamente. Desde 2002, somente uma das edições do rally não largou da capital goiana, o que aconteceu em 2012, quando o roteiro foi de São Luis até Fortaleza. Em 2005 e 2013 o rally largou e chegou em Goiânia. 

A cidade de Padre Bernardo também é veterana no rally, já fez parte das edições de 2003 e 2005.

O caminho entre as cidades passa pela Serra dos Pireneus, região com muitas pedras e que pode ser uma das especiais mais difíceis do rally.

.

Etapa 2: Padre Bernardo – Cavalcante (05/09)

Cavalcante fica no norte da Chapada dos Veadeiros e é uma das cidades sede para quem visita a região, que é muito rica em água, com diversos rios e cachoeiras, que devem trazer muitas travessias para os pilotos.

A cidade de Cavalcante já esteve presente em uma etapa em 2005, mas a região da Chapada dos Veadeiros é presença frequente no rally.

.

Etapa 3: Cavalcante – Posse (06/09)

A cidade de Posse aparece pela primeira vez no Rally dos Sertões, ela fica próxima ao Parque Estadual de Terra Ronca, importante área natural de Goiás que abriga muitas cavernas e cachoeiras.

A região tem muitas fazendas de gado e também muitos rios/riachos, que devem proporcionar belos trechos de especiais.

.

.

Etapa 4: Posse – Luis Eduardo Magalhães (07/09)

De Posse até Luis Eduardo Magalhães, pela “estrada normal” é uma reta só pela BR020, cortando inúmeras fazendas a perder de vista. Porém a vida dos competidores não será essa facilidade não, eles terão que cruzar a Serra Geral de Goiás, que deve dar um pouco de trabalho, mas acreditamos que esse não deve ser dos dias mais difíceis porém um dos mais longos…

Luis Eduardo Magalhães é uma cidade um pouco maior, já no estado da Bahia, e fica próxima de Barreiras, região  que já foi visitada algumas vezes pelo rally. Essa será uma longa noite para as equipes de apoio deixarem os carros inteiros para a etapa maratona que começa no dia seguinte.

.

Etapa 5: Luis Eduardo Magalhães – Mateiros – ETAPA MARATONA (08/09)

Saindo de Luis Eduardo Magalhães, sentido  Tocantins, começa a etapa maratona e a travessia do Jalapão, onde na chegada em Mateiros os competidores não podem ter ajuda dos mecânicos e equipe de apoio para consertarem seus veículos, motos e quadris.

A pequena Mateiros, de apenas 2.524 habitantes, também entrou na rota do Sertões pela primeira vez este ano e promete belas paisagens para os competidores. A cidade faz parte do Parque Estadual do Jalapão e concentra algumas das mais famosas atrações da região como cachoeiras, dunas e mirantes. O povoado de Mumbuca também fica na cidade, onde é produzido o belíssimo artesanato em capim dourado.

.

Etapa 6: Mateiros – Ponte Alta (09/09)

O penúltimo dia promete muita dificuldade!

Os participantes terão que cruzar o temido Jalapão, aparentemente em uma etapa mais curta, mas muito difícil, ainda mais sem ter tido ajuda da equipe de apoio para a manutenção do carro na noite anterior. A chance do rally ser decidido neste dia é muito grande!

.

Etapa 7: Ponte Alta – Palmas (10/09)

A última etapa deste ano irá terminar na cidade  em Palmas, que já fez parte de 13 edições do Rally dos Sertões. A mais nova capital brasileira, fundada em 1989, será sede da grande festa de encerramento do rally!

.

.

Tulipa Rally no Rally dos Sertões

Este ano estaremos acompanhando o Rally dos Sertões diretamente da poeira dos competidores e vamos contar tudo que acontece para vocês no nosso site e redes sociais.

Todos os dias teremos posts no site com o resumo do dia e em algumas cidades, com mais estrutura, faremos transmissões ao vivo. Fiquem ligados!

.

.

Apoiadores

.

O post Como será o roteiro do Rally dos Sertões 2016 apareceu primeiro em Tulipa Rally.