Hoje foi difícil, mas amanhã tem mais…

Como nas Especiais no Peru, a organização cumpriu o que prometeu, o dia de hoje foi difícil e longo, um verdadeiro labirinto, em uma região arenosa porém com muita vegetação. Peterhansel e Jean Paul, mais uma vez mostraram que para eles quanto pior melhor, lideraram o dia de ponta a ponta e venceram mais uma. Com isso assumem a segunda posição no acumulado, superando a dupla da Toyota Nasser e Mathieu, estes que vinham em um excelente ritmo, acompanhando o vencedores do dia de perto, porém no trecho final tiveram problemas no carro e perderam 30 minutos, com isso caem para terceiro no acumulado e passam a ser ameaçados pelos colegas de equipe Ten Brink e Pascal que estão no mesmo minuto que os também colegas De Villiers e Dirk, impressionante 3 carros idênticos com duplas distintas terem apenas 10 minutos as separando com um total de 33 horas e 23 minutos cronometrados. Quem mais uma vez fez o que era preciso foi a dupla espanhola Sainz e Lucas, terceiro lugar no dia, 13 minutos atrás dos vencedores e seguem líder com agora pouco mais de 50 minutos de vantagem. A distância ainda é confortável para ser administrada na pista, porém uma falha mecânica, uma atolada nas areias ou mesmo um erro de navegação podem colocar fogo na briga.

Quem terminou a Especial a pouco foi o piloto Martin Prokop da Ford, que desde o terceiro posto de cronometragem vinha perdendo contato com os ponteiros, com prejuízo de quase duas horas hoje, caiu para oitavo na classificação acumulada. Vale hoje destacar mais uma vez o jogo de equipe da Peugeot, onde Despres e Castera largaram na frente da dupla líder Sainz e Lucas, pararam logo a frente e esperaram os parceiros de equipe passarem, seguindo assim comboiando e prontos para ajudar os espanhóis. Mesmo com isso a dupla francesa fez o sétimo tempo do dia. Aliás dos dez mais rápidos de hoje, 4 eram Peugeot, 3 Toyotas e 3 Minis.

Marcelo Medeiros, piloto brasileiro nos quadris, teve um susto na especial de hoje, caiu e embora não tenha machucado, o suporte da planilha foi danificado e o piloto não teve mais acesso às informações de road book, assim perdeu tempo tendo que andar no rastro dos demais competidores, mas mesmo assim terminou com o quinto tempo do dia e está na mesma posição no geral entrando enfim entre os Top 5, merecidíssimo.

Varela e Gustavo, ainda estão na especial, nas parciais vinham perdendo tempo em relação ao UTV do piloto francês Garrouste, chegando a estar 1 hora e 43 minutos mais lentos, o que faz eles perderem muito da vantagem, mas ainda se mantendo na liderança. Vamos esperar a conclusão da Especial, sendo que nenhum UTV terminou ainda, eu volto para atualizar o texto assim que os brasileiros terminarem (acompanhe no Facebook da Spinelli Racing). Sawaia e Marcelo também estão na especial, perdendo mais de 3 horas para o UTV mais rápido nas parciais.

Sabe qual o pior de uma Especial tão difícil com o competidores terminando o dia tão tarde? Saber que a Especial de amanhã é tão difícil ou ainda mais que a de hoje, acrescentem a isso pouco tempo de descanso e pouco tempo de manutenção. Ah Fiambalá, amanhã suas areias quentes e brancas podem decidir essa edição histórica do Dakar.

Youssef Haddad
Spinelli Racing

 

 

Próxima etapa
17/1/2018 – 11ª etapa
Belén / Fiambalá / Chilecito (Argentina)
Deslocamento: 466 km
Especial (trecho cronometrado): 280 km
Total do dia: 746 km

Conheça mais sobre a Spinelli Racing Experience, empresa de desenvolvimento automobilismo e automotivo de Guiga Spinellie Youssef Haddad.
Acesse a página oficial no Facebook: https://www.facebook.com/pg/spinelliracing