Após três dias de disputas pelo Tocantins, Rodrigo Luppi e Fausto Dallape terminam em 7º nos UTVs e com a certeza de que estão evoluindo e no caminho certo para o Rally dos Sertões, em agosto

Terminou no domingo, em Palmas, a 4ª edição do Rally Baja Jalapão. A prova percorreu durante três dias aproximadamente 1.100 quilômetros pelo estado do Tocantins e somou pontos para as 5ª, 6ª e 7ª etapas do Campeonato Brasileiro de Rally Cross Country para motos, quadriciclos e UTVs. Participaram 43 veículos, dos quais 16 UTVs. A dupla da Território Motorsport, Rodrigo Luppi/Fausto Dallape #119, terminou na 7ª posição na UTV Pró Turbo.

“Posso falar que depois desses três dias no Jalapão só estamos levando coisas boas daqui. Tive a certeza que a nossa dupla só vem evoluindo e é bem competitiva, apesar da formação recente. Temos um bom equipamento mas nos falta, ainda, mais quilometragem e melhorar também nossa preparação física para provas longas como essa”, explicou Luppi (Vinhedo/SP), que pilota um Can Am Maverick X3, preparado pela Território Motorsport.

O calor escaldante da região do Parque Estadual do Jalapão e o duro percurso exigiram mais resistência dos competidores e das máquinas. No domingo (10), a dupla largou na frente para a Especial de 228 quilômetros entre São Félix do Tocantins e Palmas (como venceu a etapa de sábado nos UTVs, foi a primeira a largar no grid) mas o piloto teve uma hipoglicemia, o que o fez perder duas posições. No abastecimento se hidratou, comeu algo e se recuperou, tanto que voltou num ritmo forte. Porém, faltando cerca de 50 quilômetros para o final, a dupla teve um incidente que prejudicou o resultado final.

“Já havíamos ultrapassado um concorrente e estávamos em segundo lugar nos UTVs. A trilha estava estreita e o trecho era bem rápido, com muita poeira, quando a roda dianteira esquerda pegou uma raiz e batemos em uma árvore. A bandeja da suspensão quebrou e não pudemos continuar”, conta Dallape. “Apesar dos incidentes, vencer a etapa de sábado após fazermos uma prova limpa foi muito gratificante e mostrou que estamos no caminho certo”, completa o navegador após a última etapa.

Com trajetórias diferentes no Rally Cross Country, piloto e navegador têm mais de duas décadas no off-road cada e formaram a dupla em abril. Desde então, disputam provas do Campeonato Brasileiro e se preparam para o Rally dos Sertões, que acontecerá em agosto. “Estamos cada mais sintonizados, o Fausto deu um show de navegação e eu também estava tranquilo e feliz ao longo desta prova. Infelizmente incidentes como esses acontecem, de qualquer forma terminamos com balanço positivo mais uma participação e vamos intensificar nossa preparação para o Sertões”, finaliza Luppi.

Já Edu Piano e Gabriel Dall Agnol (Can Am Maverick X3) terminaram na 10ª posição na UTV Pró Turbo. A dupla teve problemas com a caixa de transferência na reta final da Especial de sábado e não conseguiu largar a tempo para o último dia. Piano e Dall Agnol #114 estavam andando entre os ponteiros do rali. No primeiro dia fecham a Especial entre Palmas e Ponte Alta na 3ª posição na geral dos UTVs e, no segundo dia (9), estavam encostados no líder da prova no acumulado, quando tiveram o incidente que os tirou da disputa a 40 quilômetros do final.

O rali (8 a 10/6) teve largada e chegada na capital Palmas e 780 quilômetros de trechos cronometrados, percorridos de sexta-feira à domingo. No roteiro, trechos recheados de desafios com areião, muitas erosões, trial, travessias de rios e situações adversas que exigiram técnica e habilidade dos competidores. Os vencedores foram Ricardo Martins (motos), Geison Belmont (quadriciclos) e a dupla Deni do Nascimento/Idali Bosse (UTVs). Resultados completos no www.chronosat.com.br

Mais informações sobre a equipe Território Motorsport, com sede em Tatuí/SP, no site www.territoriomotorsport.com.br e também nas mídias sociais Facebook: @territoriomotorsport e Twitter: @territorio4x4.

.

.

Informações divulgadas pela assessoria de imprensa.