Piloto compete sem equipe de apoio ao lado do navegador Vilson Agostinho na categoria Production T2

Atual líder da categoria ASX RS da Mitsubishi Cup e com um histórico de bicampeão brasileiro entre os UTVs, Edson Di Nole agora realiza o sonho de participar do Rally dos Sertões depois de mais de 30 anos de automobilismo. O piloto de Votorantim-SP vai competir ao lado do navegador Vilson Agudinho na categoria Production T2 a bordo de um Suzuki Jimny. A dupla enfrenta o desafio de mais de 3,6 mil quilômetros de percurso sem equipe de apoio, testando uma possível futura categoria “Self” entre os carros.

Experiência não falta para enfrentar esse desafio em 2018. Edson começou cedo. Já aos 15 anos participava de provas de autocross, passou pelo kartcross e entrou no rally de regularidade competindo na Copa Hyundai e Mitsubishi Motorsports onde seguiu até o ano de 2000. “Depois foi a fase de motos trilha, rally e Enduro FIM. Se passaram 12 anos e inúmeras fraturas pelo corpo, mas sempre amando gasolina. Em 2012 comecei fazendo provas de Cross Country nos campeonatos Paulista e Brasileiro, andei dois anos de KIA Sportage, depois S10 e Pajero Full. Foi então que no ano de 2014 fui convidado pela Polaris para testar um UTV”, relembra Di Nole.

O teste no UTV deu tão certo que o piloto emplacou dois títulos brasileiros seguidos nos anos de 2015 e 2016. No ano seguinte partiu para o Cross Country entre os carros, competindo em algumas prova da Mitsubishi Cup pela categoria ASX RS. “Foi uma categoria muito disputada e com uma organização fantástica. Participei de três corridas e precisei me adaptar ao carro e a voltar a correr com navegador, pois no UTV eu sempre corria sozinho”, conta.

Aventura sem apoio no Sertões

A modalidade “Self” estreia neste ano na competição entre as motos, mas ainda não foi oficializada para os carros. Di Nole e Vilson vão fazer um teste da categoria, o que será um desafio a mais para a dupla. O Rally dos Sertões já é uma aventura para os competidores que participam da prova acompanhados de equipe de apoio para fazer a manutenção dos veículos e cuidar da alimentação dos pilotos e navegadores. Participar da competição sem esse auxílio então, é uma aventura para poucos. “Nós vamos participar da prova durante o dia e à noite fazer a manutenção do Jimny. Meu navegador é mecânico de Suzuki há 15 anos e um amante da marca”, destaca Di Nole.

De acordo com o piloto, para muitos competidores que já participam do Rally dos Sertões enfrentar o desafio sem equipe de apoio é uma loucura devido ao desgaste físico e psicológico e todos os desafios que a competição impõe. “É o sonho da minha vida correr o Rally dos Sertões. Abri mão de muita coisa para isso. Fiz um monte de loucuras e vai dar certo e eu vou terminar a prova”, afirma confiante.

Preparação do Jimny

A preparação do carro foi realizada na SFI CHIPS, que entre outros pontos deu atenção à curva de toque que foi totalmente retrabalhada para garantir um desempenho superior. De acordo com o proprietário da empresa, Márcio Medina, foi criado um software customizado para o veículo durante o Rally dos Sertões, prevendo a falta de qualidade do combustível disponível em vários pontos onde a competição vai passar. “O trabalho ficou muito mais fácil, pois já conheço a forma de pilotagem do Di Nole. Já desenvolvemos projetos para UTV juntos e assim eu tive uma ótima noção de cada ponto que poderia alterar e o que deveria ser feito para complementar a condução do Jimny”, comenta Medina.

Di Nole conta com patrocínio de SFI CHIPS, Pneus Achilles, RUFF Combustíveis, ALFA-X Condicionador de Metais, Counteract, Gomes Auto Peças, Filtros INflow, Orthogen Ortopédica, Tecpads, Puridiesel, Tempermax e Riff Comunicação Visual.

O 26º Rally dos Sertões acontece entre os dias 18 e 25 de agosto, com largada em Goiânia-GO e chegada em Fortaleza-CE. Serão percorridos 3.607 quilômetros em sete dias de prova. Além das categorias de carros divididas no Cross Country e Rally Regularidade, a competição conta com a participação de motos, quadriciclos e UTVs.

.

.

Informações divulgadas pela assessoria de imprensa.

Texto: Aline Ben da Costa/Comunicação 4×4
Fotos: Divulgação e Tom Papp