Grandes nomes do rally de regularidades da região de Juiz de Fora decidiram juntar forças e criar a equipe M8 Rally Club para disputar grandes campeonatos de rally de regularidade pelo Brasil a fora.

Unir forças

“Nossa ideia sempre foi desenvolver uma parceria forte, entre os melhores e mais novos competidores, e levar o nome de Juiz de Fora outra vez aos lugares mais altos dos pódios nas competições que participamos. Até para honrar a origem do nosso nome, já que M8 vem de mate, gíria britânica que corresponde a colega, amigo, parceiro”, explica Marcos Leal, um dos idealizadores da equipe.

Ibitipoca Off Road

No Ibitipoca Off Road, rally que aconteceu nos dias 05 e 06 de agosto, saindo de Juiz de Fora, indo até Conceição de Ibitipoca e retornando para Juiz de Fora, foi intensa e desafiadora para a  M8 Rally Club, que conquistou o 1° lugar da categoria graduados com o piloto Marcos Leal e o navegador Rodrigo Peternelli, e um 4° com Caio Junqueira e Matheus Mazzei, desbancando grandes pilotos e navegadores vindos de todo Brasil para essa disputa.

Marcos Leal consideram o Ibitipoca como uma das provas mais difíceis do ano.

“Uma prova muito puxada, apertada, muito técnica e ao menos tempo de muita resistência psicológica e física, devido ao tempo de prova e terreno complicado, para se andar, além de muitos balaios distribuídos durante os dois dias de evento. Realmente uma prova ímpar e não tem como comparar com qualquer outro rally no país.”

A prova é considerada uma das mais belas do Brasil, passando pela região do Parque Estadual de Ibitipoca, traz como cenário lindas paisagens, trilhas e muitas cachoeiras.

“Nem ia correr a prova, acabei decidindo na última hora com a ideia de aproveitar este visual e por causa dos amigos que pressionaram para a gente estar lá. Terminamos o primeiro dia em 4º sem pretensão nenhuma, mas no segundo dia, quando vimos nosso resultado, ficando na frente de grandes nomes do rally nacional, cheguei até a chorar de emoção por ter conquistado uma das provas mais disputadas e difíceis do país. Só quem anda o Ibitipoca sabe o que estou falando. Foi sensacional, não esperava o resultado. Não tenho nem palavras para expressar a emoção que senti na hora. Foi épico!”

Caio Junqueira, piloto da M8 na categoria Turismo, protagonizou uma das imagens mais impressionantes desta edição (veja abaixo o Jimny em 2 rodas) e comentou o rally:

“No primeiro dia a prova já começou dentro de um balaio com entradas de 10, 20 metros de diferença, com uma média justa e trilhos bem escondidos, outros trechos bem bacanas no reflorestamento com trilhas bem estreitas que exigiram bastante do piloto e ainda outros trechos em fazendas com médias justas do jeito que qualquer piloto gostaria que estivesse. Exigiu dos navegadores uma metragem impecável e uma perícia absurda no roteiro.”

Weidner Moreira, diretor de prova desta edição do Ibitipoca, deu um toque especial na prova, deixando qualquer navegador de cabelo em pé com os balaios dentro do local conhecido como “Condomínio” pelos competidores da região, uma área de loteamento abandonada onde o pessoal se junta para praticar o off-road.

“Passamos pelos balaios mais difíceis que eu já andei. A galera de Juiz de Fora estava em peso neste balaio fazendo churrasco e vendo os competidores andar. Eu e os amigos Lage e Wandinho, de BH, tivemos um “pega” lindo dentro do balaio. O pessoal foi à loucura, me senti numa corrida de rally cross com eles. Evento top, a prova de domingo foi uma das melhores que já corri e o quarto lugar de Jimny no meio das Fulls e dos Trollers e dessa galera que anda muito teve gostinho de primeiro pra mim e pro Matheus Mazzei, que mais uma vez navegou demais”, completa Caio Junqueira.