O rally regularidade da Mitsubishi desembarcou na cidade de Joinville (SC) no último sábado, dia 29 de setembro, e a Trancos e Barrancos mais uma vez garantiu lugar no pódio da categoria Graduados. A prova da Mitsubishi Motorsports organizada pelo diretor Lourival Roldan foi considerada como a mais difícil do ano por vários competidores que vieram de todo o Brasil. As duplas ainda precisaram encarar trechos com piso escorregadio, devido à chuva dos últimos dias, mas também aproveitaram os visuais da região sul do Estado de Santa Catarina.

Em meio a tantos desafios, o navegador da Trancos e Barrancos, Alexandre Rech, de Caxias do Sul-RS, competiu ao lado do piloto Fernando Tokita, de São Paulo-SP, e conquistou o terceiro lugar na categoria Graduados. A equipe ainda fez pódio duplo na categoria com o quarto lugar do piloto Rafael Brochier Cardoso, de Novo Hamburgo-RS, que competiu ao lado do navegador Robson Roloff, de Nova Petrópolis-RS.

“Foi uma prova muito forte porque é um superlabirinto lá, com caminhos poucos visíveis. A grande maioria das estradas são formadas na medida em que os carros vão passando, então temos poucas referências físicas. Se errar uma entrada ou uma rua pode esquecer que não acha mais. A cada 15, 20 ou 30 metros tínhamos um evento. Foram mais de 1200 tulipas e todas eram pegadinhas. A gente saía quase sem voz de lá de tanto falar. Assim, acabou dando carro batendo de frente, carro quebrado ou com pneu destalonado”, comenta Alexandre.

Considerado como o parque de diversão dos competidores de rally regularidade, a área da mineração Veiga, no município de Araquari, fez com que as duplas mais experientes precisassem ficar atentas à planilha para percorrer o caminho correto. Nesse caso, não se perder era muito mais importante que tentar manter a média de velocidade indicada na planilha.

“Foi uma prova rápida, com as médias impossíveis de acompanhar porque a medida que os carros vão passando vão formando erosões onde o carro trepida todo. Então não tinha como andar na média. Mesmo fazendo o caminho certo, a gente atrasava 20, 30 ou 40 segundos. Por isso a pontuação de todo mundo foi muito alta. Para mim foi uma surpresa o pódio porque eu me perdi um monte, mas a maioria do pessoal também errou”, conta o piloto da Trancos e Barrancos que conquistou o terceiro lugar na prova.

Na classificação geral do Mitsubishi Motorsports, os competidores da Trancos e Barrancos também estão entre os primeiros colocados. Alexandre está em quinto lugar entre os navegadores da Graduados e Rafael figura na sétima colocação entre os pilotos da categoria.

O Mitsubishi Motorsports ainda conta com as categorias Master, Turismo e Turismo Light. As próximas provas acontecem em Salvador, na Bahia, no dia 27 de outubro, e depois a final da competição será realizada em Mogi Guaçu (SP), em uma grande festa off-road a ser realizada no dia 24 de novembro.

O próximo desafio da Trancos e Barrancos será na final da competição que nasceu da própria equipe. A cidade de Canela vai receber nos dias 12 e 13 de outubro a Copa Trancos e Barrancos. A prova conta com as categorias Master, Graduado, Turismo, Turismo Light, UTV e Quadriciclo.

.

.

Informações divulgadas pela assessoria de imprensa.

Texto: Aline Ben da Costa/Comunicação 4×4
Fotos: Fotovelocidade/Mitsubishi