A JL, empresa da família Giaffone, quer entrar para o mundo off-road a partir do ano que vem. Projeto prevê também a participação em uma prova do Campeonato Brasileiro de Rally Cross Country

O Rally dos Sertões terá um carro diferente e inovador no grid de largada, dia 18 de agosto em Goiânia. A JL, empresa responsável pela fabricação dos carros da Stock Car, confirmou nesta terça-feira que vai construir um buggy 4×2 para disputar uma das maiores provas off-road do mundo.

O carro é semelhante aos utilizados nas provas de baja nos desertos da Califórnia, nos Estados Unidos, e também no México. O novo projeto da JL, que nas redes sociais será chamada a partir de agora de Giaffone Racing, tem chassi tubular, espaço para piloto e navegador e usará motores V8, semelhantes aos da Stock Car.

“Vamos participar de alguma prova válida pelo Campeonato Brasileiro de Rally Cross Country para teste, no início do ano, e depois vamos encarar o Sertões. É um projeto embrionário e, para a temporada 2019, vamos ter produção em série. Será mais uma opção para quem pratica rali no Brasil, além do carro, UTV, moto e quadriciclo”, afirma José Giaffone, o “Zequinha”, que comanda a empresa ao lado do pai, o ex-piloto José Giaffone, o “Zeca”.

Zequinha Giaffone

A JL foi criada por Zeca Giaffone em 1990, depois de uma experiência na produção de karts da marca “ZF”. Atualmente a empresa é responsável por toda a fabricação dos carros da Stock Car – do chassi aos motores V8.

A família Giaffone também acumula experiência na fabricação e preparação de outros carros de competição, como os da Mercedes-Benz Challenge, Brasileiro de Marcas e Brasileiro de Turismo.

Sobre a JL, da família Giaffone

A empresa JL, da Família Giaffone, é sinônimo do automobilismo brasileiro. Tudo começou com a fabricação de karts de competição, quando foram apresentados os primeiros karts indoor no país – e que se tornou uma febre anos depois.

A entrada de vez no automobilismo brasileiro aconteceu quando a JL fez uma parceria com a Birel SPA (um dos maiores fabricantes de karts do mundo).

No início de 2000 passou a fabricar as novas estruturas tubulares que substituiriam os antigos Omegas na Stock Car. Era a categoria de cara nova, passando para o Vectra.

Em 2001, mais uma grande mudança e a Stock Car passou a usar os motores V8 com a manutenção sob a responsabilidade da JL.

A demanda gerada pela Stock Car, hoje a principal categoria do automobilismo brasileiro, fez com que a JL parasse com a fabricação de karts e se dedicasse 100% aos carros de corrida.

De 2001 até hoje, em uma área de 3.200 metros quadrados na Grande São Paulo, a JL já fabricou carros de diversas categorias, como o MINI Challenge e o Mercedes-Benz Grand Challenge.

Saiba mais sobre a empresa aqui.

Site: www.giaffoneracing.com.br

.

Informações divulgadas pela Vipcomm Assessoria de Imprensa.