A Copa Troller cumpriu mais uma etapa do campeonato de rali da marca com resultados superlativos: recorde de 110 equipes participantes, das quais 36 times estreantes na chamada categoria Passeio. Mostrou também força entre os profissionais com disputas equilibradas e emocionantes neste fim de semana em Ribeirão Preto, no interior paulista.

O cenário foi perfeito, num dia ensolarado dinamizado por trilhas radicais. Esse misto de equipes e disputas diversificadas e um percurso radicalizado faz da Copa Troller uma sensação do automobilismo nacional.

Agora, as equipes preparam-se para a próxima etapa na cidade de Paulínia, também em São Paulo, no dia 12 de agosto. Sem dúvida, uma nova expectativa na temporada para os pilotos e navegadores.

Prova em Ribeirão

A categoria Passeio, criada para equipes que estão iniciando na prática do rali de regularidade, ou desejam apenas participar do roteiro sem se preocupar com a pontuação, foi uma das mais procuradas da etapa, com a presença de muitas famílias. O roteiro incluiu belíssimas estradas na região de Serrana e uma bateria final com diferentes obstáculos fora de estrada usando os recursos do Troller T4, que além de motor turbodiesel de 200 cv e tração 4×4 com reduzida, tem diferencial traseiro com sistema antiescorregamento.

“Ficamos muito satisfeitos com os elogios dos participantes da prova aqui em Ribeirão Preto, um evento que reuniu diversão, aventura e natureza, celebrando o espírito de amizade da Copa Troller”, diz Ricardo Menezes, diretor da modalidade Passeio.

Vídeo exibido no briefing da Copa Troller etapa Ribeirão Preto-SP.

.

Os vencedores

Na categoria Master, que reúne as duplas mais experientes, Flávio Kath e Rafain Walendowsky, de Blumenau, foram os vencedores da etapa de Ribeirão Preto da Copa Troller 2017, com 37 pontos ganhos no total. Na Graduados, Ednilso Borguezani e Leandro Ferreira ficaram em primeiro com 33 pontos. Na Turismo, a vitória foi de Deonilson de Araújo e Leonardo Farias, com 35 pontos, e na Expedition, os melhores foram Paulo Saviani e Lucas Colaantonio.

“Após quase 3.500 quilômetros rodados no levantamento desta prova e muita dedicação para criar um percurso que agradasse aos participantes ficamos muito felizes com a repercussão deste evento entre os nossos clientes. Esperamos que as condições climáticas e a natureza continuem nos ajudando na criação de etapas tão boas como essa que fizemos em Ribeirão Preto”, diz Rogério Almeida, diretor de provas da Copa Troller.

.

.

Informações divulgadas pela assessoria de imprensa.