ASX RS e L200 Triton Sport RS estreiam com vitória na maior prova off-road do País; no rali de regularidade, marca conquista os três primeiros lugares em todas as categorias

Com o maior grid de veículos no Rally dos Sertões – com 70% dos pilotos – usando carros Mitsubishi, a marca dos três diamantes termina a mais exigente competição off-road do Brasil com o título em três categorias e o domínio absoluto na prova de regularidade.

E também fez história na edição 2017. Em sua primeira participação na prova, o ASX RS conquistou o título na categoria Production T2, para carros de produção com preparação limitada a itens de segurança e suspensão, mas com motor e câmbio originais. “Nosso crossover provou toda sua resistência e performance ao percorrer mais de 3.000 quilômetros pelo interior do Brasil enfrentando as piores condições de terreno. Isso só mostra que a Mitsubishi Motors desenvolve carros resistentes e capazes de superar todos os desafios”, garante Fernando Julianelli, diretor de marketing da Mitsubishi Motors. “Somos a marca que mais promove o esporte a motor no Brasil. Nossas competições são tradicionais, acontecem há mais de 20 anos em várias regiões e somos a única montadora do País a ter uma linha de produção para carros de competição em nossa fábrica”, afirma.

“Ninguém tinha certeza como o ASX RS se comportaria. Dominamos a categoria desde o prólogo até a ultima etapa. Estamos muito felizes com o resultado e que venha 2018 para tentarmos repetir essa mesma performance”, garante o piloto Vilson Thomas, que correu ao lado do navegador Rafael da Luz. O outro carro da equipe, um Pajero TR4 com Nadimir Oliveira e Ricardo da Silva, ficou na segunda colocação.

Também estreando no Sertões com vitória, a L200 Triton Sport RS, com Glauber Fontoura e Minae Miyauti no comando, faturou o título da Pró-Brasil. “Estreamos esse ano na categoria, que tem um carro mais forte do que eu estava acostumado. E não acreditava em uma vitória tão rápida, já que tinham competidores muito bons. Por isso essa conquista tem o sabor como se fosse a primeira. Foi tão emocionante quanto”, destaca o piloto, que participou de seu 15º Rally dos Sertões e acumula quatro títulos. Neste ano, ele foi com uma estrutura própria com a equipe FD Rally Team, dando apoio a outros competidores. “Fomos a maior estrutura do rali com 70 pessoas e 12 carros, todos Mitsubishi. Foi bem bacana, tudo funcionou direitinho”, vibra o piloto.

Um dos carros que compõem a FD Rally Team, a L200 Triton ER de Mario Neto e Artemio Neto conquistou o primeiro lugar na categoria Super Production, colocando mais de 25 minutos de vantagem sobre o segundo colocado. A dupla de Londrina fez sua estreia na competição e já conquistou o título.

Domínio absoluto na prova de Regularidade

O Rally dos Sertões também tem uma categoria destinada ao rali de regularidade, em que o objetivo é manter-se dentro do tempo e velocidade estipulados pela organização. E nessa não deu pra ninguém. A Mitsubishi Motors dominou o pódio com os três primeiros colocados nas três categorias. Todos os vencedores participam do rali de regularidade Mitsubishi Motorsports, o mais tradicional do País, com 23 anos de existência.

“Foi muito equilibrado: foram 14 etapas em sete dias pra tudo ser decidido no último dia. O objeto de participar do Sertões é sempre chegar ao final. Mas ganhar, num rali como esse, onde estavam as melhores duplas, e eu sendo a única mulher dessa categoria, parecia algo inatingível. Ficamos muito felizes”, comenta a navegadora Cristina Possetti que, ao lado do marido Fernando, faturou o título da categoria Super Master, destinada às duplas mais experientes da competição. “Somos fãs do Pajero Full. Sem contar com o conforto e comodidade que a Mitsubishi nos proporciona por estar com um caminhão de peças durante toda a prova. Isso é determinante para escolhermos o modelo que iremos competir. E, para nós, esse é o melhor carro para esse tipo de rali e fomos super bem atendidos”, explica Cristina.

Os atuais campeões do Mitsubishi Motorsports, Otavio e Alan Enz, pai e filho, ficaram na segunda colocação. “Foi um rali muito duro, com um altíssimo grau de dificuldades. A felicidade de cruzar a rampa de chegada é enorme”, comentou Otavio. Na Graduados, outro casal comemorou a vitória: José Eduardo Guerra e Marcia Maria Esteves Guerra garantiram o primeiro lugar da competição.

E, na Turismo, Sandra Dias Mauricio e Mauricio Alcântara Gonçalves vibraram com o bicampeonato em sua segunda participação no Sertões. Ela foi a única piloto do sexo feminino a disputar a prova de regularidade. “O Sertões é algo que a gente não programa, acontece. O final é realização de um sonho”, destaca Sandra, que comemorou o título com uma etapa de antecipação. “Deu para aproveitar, curtir as paisagens que eram incríveis em lugares maravilhosos. Falo sempre que meu carro é um ‘monstro’. Primeiro que é Mitsubishi, não quebra. Foi até o final sem nenhum problema. Sem contar o conforto durante todo o rali”, completa.

O próximo compromisso das duplas campeãs será neste fim de semana, na etapa de Curitiba (PR) do Mitsubishi Motorsports.

.

CROSS-COUNTRY

Pró-Brasil
Glauber Fontoura / Minae Miyauti – L200 Triton Sport RS

Super Production
Mario Neto / Artemio Neto – L200 Triton ER

Production T2
Vilson Thomas / Rafael da Luz – ASX RS

 .

REGULARIDADE

Super Master
1) Fernando Possetti / Cristina Starling Possetti – Pajero Full
2) Otavio Enz Filho / Allan Henrique Enz – Pajero Full
3) Renato Ferreira Martins / Enedir da Silva Junior – Pajero Full

Graduados
1) José Eduardo Guerra / Marcia Maria Esteves Guerra – Pajero Full
2) Milton Roberto Dresch / Alexandre Rech – Pajero Full
3) Marcelo Luiz Faustino Pereira / Waldemberg dos Santos Barros – Pajero Full

Turismo
1) Sandra Dias Mauricio / Mauricio Alcântara Gonçalves – Pajero Full
2) Leonardo Lanziotti da Costa / Priscila Nogueira Maciel – Pajero Full
3) Paulo Renato Martins / Regiane Salgado Pagnard – Pajero Full

.

.

Informações divulgadas pela assessoria de imprensa.