Neste final de semana aconteceu a primeira prova de rally do ano para alguns de nós do Tulipa Rally Team, o Paulista Off Road. A primeira etapa do campeonato aconteceu na cidade de Taubaté e reuniu 58 duplas no grid do rally e também 18 carros na categoria passeio, que veio para ficar nas provas do Paulista.

Eu (Léo) e a Priscilla saímos de São Paulo sexta a tarde (com o trânsito de sempre…) em direção ao Via Vale Garden Shopping, em Taubaté, onde aconteceu a secretaria e o briefing da prova, além de uma bela aula de navegação oferecida pelo Paulo Animau, que este ano deixou a organização do evento para poder participar do campeonato.

Estávamos bastante ansiosos para nossa primeira prova do ano, depois de muuuito tempo sem rally, desde dezembro do ano passado. É, parecia uma eternidade estes 2 meses sem rally. 🙂

Enfim o dia chegou e com ele muitas novidades do Tulipa Rally! Além de novos parceiros para os consagrados bonés do Tulipa como a Redd Promocional (empresa de brindes) e o Rabbit Rally (equipamento de navegação), o nosso patrocinador, a SFI CHIPS que este ano preparou a reprogramação da nossa TR4 para melhorar nosso desempenho durante as provas (confira aqui como foi esse processo). Outra novidade foi nossa “caixinha mágica” de Fotos, um monitor que ficou disponível para todos os competidores da prova tirarem uma foto e conferirem na hora no Facebook do Tulipa Rally (logo teremos um post falando somente sobre isso). E foi um sucesso, mais de 90 fotos clicadas e muitos elogios! Confiram todas as fotos aqui!

.

Etapa da Secretaria de prova e briefing cumprida, a largada estava marcada para as 10 horas da manhã no sábado, também no estacionamento do shopping.

Tudo pronto no sábado de manhã, acertamos os relógios, carregamos os trechos das provas nos equipamentos e preparamos também a grande estréia do Rabbit Road Book, um aplicativo desenvolvido na Espanha pelo Tico (que participava dos rallys aqui conosco e agora é campeão espanhol, junto com a Carol). Desta vez, e pela primeira vez, deixamos o conhecido Totem EVO como Backup e utilizamos o Rabbit como principal equipamento de navegação do rally, que tem planilha integrada, além de mostrar o tempo atrasado e adiantado.  Logo tem post aqui no site contando tudo sobre o rabbit, fique de olho! 😉

Mesmo depois de tantos rallys, a ansiedade não muda nem um pouco. A hora de alinhar, na largada, sempre é aquele momento onde o coração acelera e você da uma última checada nos equipamentos e… ops… algo errado!!! Não abri o arquivo correto no Rabbit Pilot, o app que eu uso como kit piloto para minha referência de tempo e trajeto. Mas ainda bem que tudo é bem simples e fácil e rapidinho consegui ajustar tudo e largar a tempo!

Seguimos pelo deslocamento, que levou pouco mais de 20 minutos, em direção a fazenda onde aconteceria a primeira parte da prova. Fizemos a aferição na terra que estava marcada na planilha, um pouco atrapalhados por um caminhão,  e alinhamos para nossa largada no trecho cronometrado.

.

Começa a prova! Piso estava excelente e as velocidades muito boas para onde estávamos andando. Na primeira parte muitos balaios, alguns compridos, outros bem curtinhos, mas todos muito bem medidos. A cada prova a organização se supera na medição das referências. Estava fazendo sol nesta hora e as estradas estavam bem secas, foi fácil e gostoso de andar nestes trechos de reflorestamento, o que exigia cada vez mais atenção e entrosamento entre piloto e navegador, pois qualquer bobeada podia tirar a gente da disputa por um lugar no pódio.

A primeira parte exigiu bastante do carro, devido as grandes subidas e mudanças de média (principalmente pra TR!), mas depois do carro reprogramado pela SFI CHIPS, nossas retomadas de velocidade foram muito mais rápidas, o que não tínhamos na temporada passada e fazia muita falta! A melhora foi tanta no carro com o remap específico para Rally que garantimos um segundo lugar na primeira prova no resultado final, ficando atrás por apenas 1 ponto… 1 pontinho, ou seja, 1/10 de segundo atrás do Guilherme e da Lisiane (que também tem o troller reprogramado pela SFI). Mas se fomos tão bem quanto eles, está ótimo, porque eles estão andando demais em todas as provas que participam.

Depois de quase 2 horas de prova, fizemos o neutro no Posto Olá (na Rodovia Carvalho Pinto) e fomos em direção a parte mais legal da prova… Pistinha da CBA. Ano passado ela estava lisa demais devido as chuvas e este ano não seria diferente, já que bem na saída do neutro São Pedro, que gosta de rally, mandou aquela chuva para apimentar ainda mais a prova.

E foi bem isso que aconteceu! Piso liso, muita lama e poças gigantes de água fizeram muita gente atrasar na segunda parte da prova, inclusive a gente… Neste terreno tem tantas ruazinhas e entradinhas escondidas, que dá pra fazer centenas de provas de rally no mesmo lugar que a emoção sempre continua a mesma e não repete o caminho. A velocidade também estava um show a parte, não estava devagar para não dar emoção na prova e nem tão rápida que não era possível recuperar o tempo perdido em alguns lugares, o que fez toda a diferença nesta prova! Os atrasos não foram se acumulando, então isto não deixava os competidores desanimados, mas sim com mais vontade de buscar seus tempos ideais e continuar na disputa.

[KGVID]http://tuliparally.com.br/wp-content/uploads/2016/03/IMG_6547.mov[/KGVID]

.

Os balaios na pistinha também não foram poucos. Lugares onde não andamos ano passado deram um ar de novidade para a prova e outros lugares, que reconhecíamos as vezes, traziam aquela sensação de familiaridade com o trajeto. Foi muito bom, as escorregadas, os splashes de água, a lama e as muitas curvas estavam sensacionais!

Acho que dá para ter uma idéia pelo track do GPS abaixo!

IMG_6495

.

Enfim, fim de prova e de volta ao Via Vale Garden Shopping. Um belo buffet de almoço nos esperava (delícia de frango crocante… hummm) e, o melhor de tudo, são as histórias que os amigos contam do que viveram na prova, as dificuldades, as partes boas, as ruins. São muita histórias e conversas boas e, enquanto isso, nossa “caixinha mágica” estava bombando no salão e no nosso Facebook (confiram todas as fotos aqui!).

O resultado final para nós? Um quinto lugar na Turismo, muito bem conquistado e com vários amigos e Tulipanos também no pódio.

.

Confira aqui o resultado geral e as performances estão no site da Totem:

.

SUPER MASTER

1º -Lionardo da Paz Almada / Matheus Teixieira Mazei Leite – Juiz de Fora – JIMNY
2º – Ernesto Masamitsu Kabashima / Luiz Durval Brenelli Paiva – São Paulo- Pajero Full 3D
3º – Carlos Bevilaqua / Fabiano Bonafé – São Paulo – TR4R 
4º – Waldir Hudson Barbosa / Maria Eveli Giani Barbosa – Bragança Paulista – Troller 
5º – Fabio Vernizi / Alexandre Martinez – Sao Paulo – Troller T4
6º – Fabio Fiorini / Orestes Bacchetti Junior – São Paulo – TR4ER
7º – Paulo da Rocha Marcilio Animau / Lobsang Max – Tremembe – Pajero Full

16

GRADUADOS

1º -José Eduardo Guerra / Marcia Maria Esteves Guerra – Uberlândia – Troller T4 
2º – Marcos Leal / Leonardo Martins – Juiz de Fora – Pajero Full
3º – Alexandre Lopes Chaves / Pedro Donizeti Della Coletta – Valinhos – Pajero Full
4º – Daniel Krabbe / Mônica Krabbe – Jacareí – Pajero Full 3D
5º – Renato Leal / Hercules Bruno Neto – Rio de Janeiro – L200 TRITON

17

TURISMO 

1º – Roberto Torrecillas / Rubens Vieira Pedro – São Paulo – Pajero Full
2º – Carlos Eduardo de Carvalho / Lendro Sereno – Niterói – Pajero TR4
3º – Alex Antonio Souza / David Rahd – Tremembé – Pajero TR4 
4º – Guilherme Barbosa / Lisiane Homem – São José dos Campos – Troller  
5º – Leonardo Piccolotto Magalhães / Priscilla Moreira Argentin – São Paulo – Pajero TR4 
6º – Leonardo Lanziotti da Costa / Priscila Nogueira Maciel – Belo Horizonte – L200 Triton
7º – Vilson R a Silva / Mauricio Alcantara Gonçalves – Sorocaba – Troller
8º – Jose Marcos da Silva Junior / Anibal Maini Vieira – Juiz de Fora – JIMNY
9º – Carlos Cuevas / Alexandre C Cuevas – Sao Paulo – Troller
10º – Eduardo Trindade Farhat / Andreia Regina de Godoy – Bragança Paulista – Troller
11º – Jurandir do Amaral Neto / Maíra Ramos Poletti – Bragança Paulista – Troller
12º – Daniel Manse / Mirella Kurata – São Paulo – L200
13º – Willian Iwao Kamada / Naira Miyuki Hirakawa – São Paulo – JIMNY
14º – Amir Novaes / Gustavo Valente – Volta Redonda – Troller
15º – Monica da Costa Trindade / Valentino Corominas Signorelli – Barueri – JIMNY
16º – Renato Martins / Regiane Pagnard Martins – São Paulo – Pajero Full 3d
NC – Guilherme Toniolo Saboia / César Augusto V S Pereira – Bragança Paulista – Troller

18

TURISMO LIGHT 

1º – Gustavo Marques Moraes / Marcelo Carestiato – Nova Friburgo – TR4
2º – Fábio de Mello Aleixo Machado / Pedro Aleixo Machado – Boituva – Troller
3º – Tiago Jabes Fernandez / Lui Bin Ron Ie – Mogi das Cruzes – Jimny 4Sport
4º – Marcos dos Santos Costa / Mariana dos Santos Costa – São Paulo – T4 TDI 3.0
5º – Reginaldo Rocha Lemos Júnior / Jose Barretto Dias Neto – São Paulo – L200 Triton
6º – Frederik Hendrik Jonker / Frederik Hendrik Jonker – Taubaté – Vitara
7º – Felipe Portella / Raphaela Fonseca Rio de Janeiro – Pajero TR4
8º – Vinicius de Oliveira Bueno / Bruno de Souza Galvão – São José dos Campos – Pajero TR4
9º – Laerte Moreno / Antonio Almeida – São Paulo – Pajero
10º – Mauricio Campos / Roberta Dania – Aparecida – Wrangler
11º – Suzana Veloso Rodrigues / Giuliano Marcio Rodrigues – São Paulo – JIMNY
12º – Bruno Paulus P Nobrega / Rodolfo Ferreira Souza – Lorena – TR4
13º – Mauro Monteiro de Campos / Vicente Cristovao Xavier – Aparecida – T4
14º – Roberto Kazlauskas Jr / Heleny Gomes Correa Kazlauskas – São Paulo – pajero
15º – Sergio Antonio da Cruz Maurano / Adriana Maurano – São Paulo – TR4
16º – Francisco Fernandes Filho / Muriel Einar Boldrin – Bragança Paulista – Pajero TR4
17º – Douglas de Godoy Costa / Robson Barcellos de Moraes – Taubaté – PAJERO FULL
18º – Carlos Dominguez Duarte / Fernando Ferreira Lopes – Santos – Wrangler
19º – Willy Hardemann / Aline Leite Nogueira – São Paulo – T4
20º – Renato Truzzi / Luciana Truzzi – Guarulhos – TR4 R
21º – Adail Camilo / Bruna Cristine Camilo – Pindamonhangaba – L200
22º – Lucas Sene Grandchamp / Bruna Del Grande – São José dos Campos – Tracker 2.0 16v GASOLINA
23º – Camila Avelino Gonçalves / Thiago Ribeiro Gonçalves – Campos do Jordão – Pajero TR4
24º – Ademir Moreira da Silva / Marcus Monteiro de Campos – Aparecida – T4
25º – Sergio Rosa Junior / Mirela de Lima Rosa – Taubaté – Duster 2.0 4×4
26º – Antonio Eduardo Ferreira Alves / Friedrich Morais Madia – Taubaté – L200 TRITON HPE
27º – Roger Marcelo Fogo / Adriene Gomes de Moraes – Itajubá – JIMNY
28º – Glaurio Darci Loureiro / Anderson – Rio de Janeiro – Gran Vitara

19

.

O Daniel e a Mirella estrearam carro novo na prova, o Príncipe (conheça a história dele aqui), vejam o que eles acharam:

Esta foi nossa 1ª prova do ano, estreando o carro novo, 3 meses longe dos rallys… foi dia de aprender e relembrar muita coisa!

A correria foi grande nos dias que antecederam a prova pra deixar o carro em condições mínimas de participar. Mirella foi com ele ao mecânico, auto elétrico, borracharia… na quinta feira o carro ainda estava com apenas 1 banco… nos 10min antes de pegar a estrada pra Taubaté eu estava emendando cabos do sensor e tomada USB pra ligar Evo, Sensor Blue, tablet… mas por fim deu tempo.

O engraçado foi lembrar já na estrada que não colocamos Sem Parar… aquela janelinha e cinto 5 pontas não foram feitas pro pedágio! kkkkkkk

Já na prova a diferença foi gigante (como esperado, comparando com a TR4 que utilizamos nos últimos 3 anos), e foi gigante para o bem e para o mal… o carro anda muito mais, tem muito mais força, arrancada e retomada, é maior e mais pesado também. Ainda terei que andar bastante pra aprender a domar essa fera, andar no tempo e fazer as curvas com mais regularidade.

A prova estava muito gostosa, com alguns trechos curtos, balaios, médias boas e fechando com chave de ouro na pista da CBA! A chuva que caiu no Neutro assustou, mas deixou tudo muito mais legal! Quem foi, aprovou!

Não foi uma prova com bom resultado pra gente, terminamos em 12º, mas como teste do carro foi ótimo! Os 2 pontos onde erramos o caminho e tivemos que recuperar o tempo foram sensacionais (ao menos pra mim como piloto), acelerar esse carro foi bom demais!

Bora ajustar os detalhes pra próxima!

Na dúvida, CELERA!

Daniel Manse

.

E a conclusão que chego é que cada vez mais tenho a certeza que escolhi o esporte certo!

Estaremos de volta ao Paulista Off Road em Maio para a segunda etapa!

.

Este slideshow necessita de JavaScript.

.

.

Apoiadores2016

.