São Luiz do Paraitinga é um município do estado de São Paulo, no Brasil. É um importante destino turístico da região do Vale do Paraíba, em particular, devido ao seu Centro Histórico, tombado como Patrimônio Cultural Nacional, e suas tradições caipiras, incluindo a Folia do Divino e o Carnaval de Marchinhas. Foi fundada em 1769, tornou-se cidade em 1857 e declarada estância turística em 2002. Nos primeiros dias de 2010, a cidade sofreu com uma forte enchente do Rio Paraitinga que a fez perder oito de seus edifícios históricos, incluindo a Igreja Matriz do município, construída no século XVII.  Após as enchentes, com financiamento por parte do Governo Estadual e Federal e o trabalho de toda a população, reergueram a cidade com a reconstrução de diversas construções históricas, incluindo a Igreja Matriz São Luís de Tolosa, reaberta em maio de 2014.

.

.

O que fazer?

A cidade, muito conhecida pelas manifestações religiosas populares, como a tradicional Festa do Divino Espírito Santo, sua peculiar gastronomia e o Carnaval de Marchinhas, que em 2017 foi cancelado por falta de verbas, mas mesmo assim comemorado pela população, possui também muitos atrativos naturais. Abriga-se no Parque Estadual da Serra do Mar o Núcleo Santa Virgínia, onde se pode desfrutar de cinco trilhas ecológicas, com variados graus de dificuldades, além do rafting, o único do Estado praticado no âmbito de uma Unidade de Conservação Ambiental. Há também em outros pontos da região, cachoeiras em estado nativo e inúmeras quedas d’água, apropriadas ao passeio.

Pode se fazer um city tour pelo centro histórico, a qual as operadoras de turismo leva o turista a percorrer os principais pontos de atração, que são a Casa e Museu Dr. Oswaldo Cruz, a Capela das Mercês, o Mercado Municipal e a igreja de Nossa Senhora do Rosário, todos rodeados pelo colorido casario. Nas atividades de ecoturismo, além do rafting e das inumeráveis trilhas, são oferecidos também cavalgadas, passeios de bicicletas, arborismo, passeios de duck, assim como entretenimento para crianças.

Estação Radical 90 graus
Na Estação Radical 90 Graus, localizado a apenas 400m do centro da cidade, é possível praticar diversas atividades ao ar livre em meio a uma área com cerca de 18 mil m² de puro verde. A atração principal fica por conta do circuito de arborismo, uma pista de 1.300 metros e 23 sessões de dificuldade, que exigem bom preparo físico, equilíbrio e um pouco de habilidade. O percurso dura cerca de 90 minutos e começa com uma escada de madeira de 8 metros. Duas tirolesas (uma de 300 metros e a outra de 70 metros de altura) aumentam a diversão do meio e no final da aventura. O passeio é feito em grupos e o acompanhamento de um guia especializado é obrigatório. Por isso, recomenda-se o agendamento prévio no local.
Contato: (12) 3671-1724 e (12) 3671-2409 –  http://www.estacaoradical90graus.com

Trilha das 7 Cachoeiras
A Trilha das 7 Cachoeiras fica numa fazenda na região mais montanhosa de Paraitinga em plena Serra do Mar. Trilha circular de nível médio com 7 km de ida e volta passando por cachoeiras de até 40 metros de altura e poços de águas cristalinas perfeitas para banho. O ponto de partida é uma Ecopousada e Restaurante, aberto aos visitantes, com comida caipira no fogão a lenha. Lugar rústico e charmoso ideal para fazer caminhada, cavalgadas, rapel ou simplesmente tomar banho de cachoeiras, almoçar e descansar nas dezenas de redes espalhadas por recantos formidáveis.
Contato: (12) 3671-6201 / (11) 99620-1862 – refugio@trilhadas7cachoeiras.com.br

Cachoeira Grande – Lagoinha
Localizada no município de Lagoinha é muito visitada também pelos visitantes de São Luiz do Paraitinga pois fica entre os dois municípios. A Cachoeira é a mais conhecida  de toda a região e cenário de vários comerciais de TV, a Cachoeira Grande possui uma grande queda d´água com 40 metros de altura que deságuam em um grande poço com fundo de areia. Possui uma infraestrutura completa com lanchonete e restaurante para recepção dos turistas.
Contato: (12) 99745-1370 – cachoeiragrandelagoinha@hotmail.com

Rafting no Rio Paraibuna
Desbravar corredeiras a bordo de um bote com o privilégio de contemplar a Mata Atlântica como plano de fundo faz com que o rafting seja uma experiência quase cinematográfica, proporcionando à família ou ao grupo de amigos o prazer de desenvolverem uma atividade em equipe. Em São Luiz, o passeio é feito no límpido e agitado Rio Paraibuna, com roteiros de 2, 4 ou 6 horas de duração. No bote, a segurança é primordial: as 5 pessoas devem estar devidamente equipadas e sempre acompanhadas do instrutor. A parada para o lanche no meio do percurso confere à aventura um toque especial de expedição.
Contato:
Cia de Rafting – (12) 3671-2665 – ciaderafting@ciaderafting.com.br – http://www.ciaderafting.com.br
Montana Rafting – (12) 99637-7931 – montanarafting@montanarafting.com.br – http://www.montanarafting.com.br
Paraitinga Turismo – (12) 3671-6240 – atendimento@paraitinga.com.br – http://www.paraitinga.com.br

.

Onde ficar?

Pousada Sertão das Cotias (Clique aqui para reservar)
E-mail: atendimento@pousadasertaodascotias.com.br
Fones: (12) 3671-1741 / 3671-1318 / (12) 99607-4429
Endereço: Rod. Oswaldo Cruz, km 42,5, São Luiz do Paraitinga/SP (Ver no mapa)

Pousada dos Curiangos (Clique aqui para reservar)
Site: pousadadoscuriangos.com.br
Fone: (12) 99744 3037
Endereço: Corredor Turístico do Mato Dentro, São Luiz do Paraitinga/SP (Ver no mapa)

Pousada Araucária
E-mail: contato@araucariapousada.com.br
Fones: (12) 3671-1501 / (12) 99142-8024 / (11) 96422-9828
Endereço: Rua Renato de Aguiar, 500, São Luiz do Paraitinga/SP (Ver no mapa)

.

Onde comemorar?

Restaurante Sol Nascente
Fone: (12) 3671-1400
Endereço: Largo das Mercês, 2 – Centro, São Luís do Paraitinga/SP (Ver no mapa)

Cantinho dos Amigos
Site: cantinhodosamigos.com.br
Fone: (12) 3671-1466
Endereço: Rua Coronel Domingos Castro, 121 – Centro, São Luís do Paraitinga/SP (Ver no mapa)

Mai Será o Binidito?
Site: https://www.facebook.com/MaiSeraoBinidito
Fone: 12 3671-2169
Endereço: Rua Monsenhor Ignácio Gióia, 380, São Luís do Paraitinga/SP (Ver no mapa)

.

.

.