Nesse ano teremos 8 Brasileiros disputando o Rally Dakar, divididos em 4 categorias.

Nas motos o gaúcho Gregório Caselani, piloto da Honda Racing Brasil faz sua estreia com a CRF 450 Rally, com a missão principal de ser escudeiro dos pilotos principais da HRC, a equipe oficial Honda que espera nessa edição quebrar a sequência de títulos da ktm. Gregório terá a chance de fazer um bom trabalho, concluir a prova e pensar em subir alguns degraus dentro da esquadra japonesa para o próximo ano. Atual campeão do Rally dos Sertões, pode andar entre os 30 primeiros em especiais de estrada.

O catarinense Ricardo Martins, com uma Yamaha WR 450 vai com objetivo claro de completar a prova, tem experiência e equipamento para isso. Se fizer uma prova com bastante inteligência e prudência, pode alcançar o objetivo.

O terceiro piloto nas motos é Richard Fliter, com único objetivo de concluir a prova, sem pressão e cobranças, vai para esse desafio.

Entre os quadriciclos Marcelo Medeiros é o nome, piloto do Maranhão vai para seu segundo Rally Dakar, depois de surpreender a todos em seu ano de estreia, chegando a liderar a categoria, porém tendo que abandonar após um acidente. Rápido e competitivo, Marcelo tem tudo para fazer uma grande prova, com objetivos claros, não vai pra simplesmente completar, vai pra acelerar, espero que tenha melhor sorte que na edição passada.

Pela primeira vez a ASO separou de forma clara a categoria UTV, com isso grandes chances de um bom resultado para a dupla Leandro Torres e Lourival Roldan. Apenas 8 UTVs disputarão o Dakar, assim para quem concluir, a certeza de um ótimo resultado. Leandro sempre deixou claro que correr é um hobby e faz isso sem pressão, com objetivo claro de se divertir, sem se preocupar com a velocidade, mais com uma determinação em concluir as provas impressionante. Ao seu lado o experiente Lourival é peça chave nisso, bom navegador, conhecedor de mecânica e guerreiro. Assim como no ano passado, aposto que cruzem a linha de chegada e aí com um ótimo resultado.

Agora nos carros a maior surpresa, aos 45 do segundo tempo, Sylvio de Barros e Rafael Capoani confirmaram sua participação na equipe X RAID, com um Mini. Pilotando carros, Sylvio sempre foi muito rápido e já tem experiência de Dakar nas motos, Capoani colecionou títulos na Rally dos Sertões, ou seja ambos tem qualidades para uma ótima prova. Porém não fizeram uma preparação pré Dakar, digo treinos em dunas, etc. com isso terão que ter muita prudência nos trechos fora de pistas. Quando estiverem em estradas, vão andar sempre muito bem, afinal são rápidos e estarão com um dos melhores carros do grid. Aliás o Mini é extremamente confiável, assim só um acidente pode os tirar da prova. Com juízo e cavando um pouco, Sylvio e Capoani tem tudo para concluir a prova e com boas chances de vencer o prêmio de melhores estreantes entre a duplas de carro.

Vamos torcer!!!

Youssef Haddad