Grandes Minis

Outra grande equipe presente entre os carros e sem duvida uma das favoritas ao título de 2017 é a X-Raid, com seus Minis. Após o domínio da VW, a X-Raid assumiu o protagonismo do Rally Dakar vencendo entre os anos de 2012 e 2015. Com modelos com uma qualidade ímpar de construção, extremamente confiáveis e empurrados por uma usina diesel 6 cilindros e bi-turbo, que entrega impressionantes 80 kgf de torque. Para recuperar o título perdido em 2016, a X-Raid desenvolveu um novo modelo o Mini John Cooper Works Rally, aliás pouco divulgaram sobre as mudanças nesse novo carro, nítido está um importante ganho na aerodinâmica, o que deve melhorar velocidade final e consumo. Uma fonte não oficial, diz que a evolução na suspensão, incluindo mudanças de geometria, foi grande e melhorou muito o já bom carro de chão, trazendo para ele mais tração e conforto. Enfim, os Minis estão na briga, porém a falta de uma dupla Top 5, pode custar caro para a equipe alemã. Porque não tem uma dupla dessas lá? Talvez pela personalidade complicada do seu Chefe de Equipe.

Youssef Haddad

Confira um pouco sobre o Mini John Cooper Works Rally

Nos últimos anos, tem sido convincente para os Minis adaptado para rally: vitórias no Dakar foram acumuladas com entusiasmo. Agora há uma nova versão para 2017, chamada Mini John Cooper Works Rally. Sua estréia será o Rally Dakar 2017 correndo pela Bolívia, Paraguai e Argentina.

O carro novo foi construído com a experiência recolhida de rallys anteriores e seu ponto de partida, aparentemente, foi o MINI Countryman. Aparentemente porque do Mini Countryman só sobrou mesmo a aparência. As grandes peças chaves que foram reformuladas para esta nova versão foram a aerodinâmica e a distribuição do peso, que permite um centro de gravidade mais baixo.

Sven Quandt, CEO da X-raid, afirma que “o centro de gravidade baixou substancialmente – colocamos cerca de 50 quilos a menos de 50 centímetros no centro do carro, que ajuda o manuseio e torna o carro muito mais confortável sobre todos os tipos de terreno, e ajuda muito em uma pista de rally com muitas curvas. Sua carroçaria é fabricada em Kevlar e há um quadro de chassi novo, tubular, um mapeamento de motor atualizado e gerenciamento térmico. O interior também foi refeito.

Falando de potência, o motor de 3.0-litro em linha reta do portfólio turbodiesel da BMW. Nessa carroceria, a unidade TwinPower produz 340 cavalos de potência a 3.250 rpm e um torque muito respeitável de 590 lb ft de 1.850 rpm. O sistema de tração nas quatro rodas ALL4 retido possui uma caixa de velocidades sequencial SADEV de seis velocidades, juntamente com difrações Xtrac com trava e óleo, com uma unidade central SADEV.

.

Na equipe X-Raid, correndo com os Minis estão:

  • Mikko Hirvonen (FIN) / Michel Périn (FRA)
  • Yazeed Al-Rajhi (KSA) / Timo Gottschalk (GER)
  • Bryce Menzies (USA) / Pete Mortensen (USA)
  • Orlando Terranova (ARG) / Andreas Schulz (GER) (com o MINI ALL4 Racing melhorado)

No próximo posts falaremos da equipe Toyota.