Confiram um relato bem legal do Reginaldo Lemos, sobre seu primeiro ano participando oficialmente no Mitsubishi Motorsports que já foi recheado de troféus e muitas amizades, o verdadeiro espírito dessa competição e da #nação4x4!

 

Por Reginaldo Lemos

O ano começou em Campos do Jordão com uma grande expectativa, estávamos correndo com o patrocínio da Blue Telecom e do Posto do Açaí, buscando o tão cobiçado boné.

.
1ª Etapa: Campos do Jordão/SP
Prova difícil, acredito que a mais complicada que participei na Mit, muita lama, capotamento e a famosa Dakar branca! Muita confusão e briga na apuração. No final acabamos pegando um quinto lugar, muito comemorado. Reencontramos o José Carlos Avila Aira e o João Aira e conhecemos um simpático casal de Castro/PR, a Adriana Micheli e o Leonardo Menarim., óbvio que o Menarim estava brigando com a direção de prova…

.
2ª Etapa: Tiradentes/MG
Passeando ao lado da igreja Matriz de Tiradentes acabamos reencontrando o casal de Castro e na adesivagem conhecemos o Sérgio e a Adriana, pais do famoso Heavis. Mais uma vez finalizamos o Rally em 4º lugar.

 

3ª Etapa: São José do Rio Preto/SP
Na fila para a inscrição conhecemos o Fernando Silva, sua esposa Daniela e a filha Luana e o Navegador José. Menarim chegou rebocando o carro do Igor Quirrenbach Carvalho. Mais uma vez encontramos o José Carlos Avila Aira mas dessa vez acompanhado do Pedro Sonda, filho mais novo. Chorei um adesivo para o carro do lado: “Este lado para cima” e ganhei, notei que o carro tinha um Trally, mas não fazia ideia do que era. Na Sexta fomos jantar no Japonês junto com o Manse e Mirella e também o Pedro e o José Carlos. Finalizamos a etapa em 2º lugar, no pódio acabamos conhecendo o Wilson Rodrigues Pinto e a Carina Simões.

.
4ª Etapa: Goiânia/GO
Com tudo marcado e tendo convencido o Menarim de ir sozinho de carro e a Adriana ir de avião… Tivemos um problema que não nos deixou participar.

.
5ª Etapa: Curitiba/PR
Na chegada ao evento vimos uma L200 toda fuçada (Lift, envelopada), acabei indo perguntar pro dono o que ele tinha feito e com isso conhecemos o Dr. Leo Lanziotti e Priscila Nogueira. Fomos jantar no Madero Prime, como de costume em Curitiba. Aguardando a largada vi um cidadão com um suporte bem legal na mão, como não poderia deixar a oportunidade passar perguntei aonde ele havia comprado. Acabamos a etapa em 4º lugar, já ia esquecendo… Nessa etapa, para variar, o Menarim reclamou e um PC foi cancelado. Com isso passamos a Raphaela Fonseca e o Felipe Portella, momento em que conhecemos o casal. O Renato Martins e a Ane Pagnard subiram no lugar mais alto do pódio. Reconheci na hora que o cidadão que estava com o suporte era ele. O Menarim e a Adriana não se misturaram conosco pois estavam com o pessoal da Castro Rally, por conta disto conhecemos o Alex Mittelstedt e Artur Mittelstedt.

6ª Etapa: Penedo/RJ
Na sexta chegamos cedo, deixamos as coisas no hotel, logo na saída do hotel encontramos o Léo e a Pri, dizendo que estavam com problema no carro e pensando em ir embora. Mesmo com o engenheiro da Nasa mexendo no carro o problema persistia. Acabaram ficando e levando o primeiro ugar. Fomos jantar na casa da picanha com a Mirella, Daniel, Léo, Priscilla e fomos apresentados ao Leonardo e Priscilla (descobri o que era o Trally citado acima: Tulipa Rally). Foi a nossa pior prova do ano…

.
7ª Etapa: Vitória/ES
Desde o inicio do ano havíamos combinado que não faríamos essa etapa, mas fomos tão mal na etapa de Penedo que resolvemos ir para Vitória. Nessa etapa não conhecemos ninguém de novo, mas já tínhamos de reservar duas mesas na premiação. Por incrível que pareça, houve uma reclamação que não foi o Menarim, que acabou nos tirando o 3º lugar e dando para o Felipe e Raphaela. Nos deram o troco de Curitiba, acabamos em 4º lugar. Nessa etapa tivemos a idéia de criar a nossa “equipe de rally” que consiste em simplesmente amigos se divertindo juntos! A viagem de volta foi muito boa, fiquei 12 horas vendo a traseira da Pajero Dakar do José Carlos, sonhei muitos dias com ela por conta disto.

.
8ª Etapa: Joinville/PR
Viagem tranquila, fomos almoçar no Madero de Joinville quando alguém na mesa cogitou fazermos o adesivo #menarimperdeu. Adesivagem com muita risada, a cara do Menarim quando viu o adesivo foi a melhor de todas!!!! A prova foi meio chata, mas não pensamos em reclamar, pois o mestre nos diria: “Você está na categoria errada”. Na Premiação fizemos uma grande mesa. Menarim para variar foi reclamar o que nos tirou de 3º lugar para 6º#obrigadomenarim! e contrariando a #, menarim venceu.

 

12

Foto: Cadu Rolim

9ª Etapa Ribeirão Preto
Era nossa última oportunidade de ganhar o tão cobiçado boné, na Sexta conhecemos a Karina Borba Martino e o Thiago Martino, os únicos que não conhecíamos da Lost. Infelizmente não andamos bem, mais uma vez… acabamos em 15º. Resumo do Ano! Superamos nossas expectativas pois, embora o boné não tenha vindo, fizemos amizade com muitas pessoas! Essa é a minha versão do que foi o Rally da Mitsubishi e o que foi o nosso ano de Rally! Quem sabe ano que vem eu não ganhe uma etapa na Light e seja empurrado para a Turismo! Que comece o mimimi

11

 

É muito legal ver o pessoal começando, obtendo ótimos resultados e se empolgando para continuar!

Nos encontramos ano que vem na turismo Lost Rally! 🙂

 

Acompanhem essa semana aqui no site tudo sobre a final do Mitsubishi Motorsports e o calendário para o ano que vem!