Sem preocupação com o relógio, os off-roaders da Adventure deverão estar com seus carros bem preparados para encarar os piores caminhos de terra na edição dos dez anos do Transcatarina

Estamos a 15 dias de um dos maiores encontros fora-de-estrada do País, o Transcatarina, que será realizado de 10 a 14 de julho, com cerca de 800 quilômetros entre as cidades de Fraiburgo e Blumenau, com pernoite em Rio Negrinho. Atraindo aventureiros de todos os perfis, até o momento estão inscritos 150 veículos – sendo 74 pela categoria Adventure (destinada ao público apaixonado pelos “trilhões” com elevado nível de dificuldade).

Serão quatro grupos compostos por até 25 veículos (e mais quatro carros de apoio da organização). Geralmente, a aventura tem início às 7h e sem hora prevista para terminar. Para essa categoria é preciso estar com os 4×4 bem preparados para superar obstáculos extremamente difíceis ao percorrer os “piores” trajetos do fora-de-estrada. As trilhas são extensas e bem pesadas, com bastante lama, travessia de rios, erosões etc; mas o grande destaque é o clima de amizade que predomina entre os participantes, além da adrenalina e experiências memoráveis em meio às belas paisagens do Estado de Santa Catarina. 

A configuração da Adventure terá uma novidade esse ano, pois os grupos não seguirão nas áreas próximas ao roteiro das categorias de competição, ou seja, cada comboio tomará rumos bem distintos. De acordo com o líder da Adventure 4, Eduardo Finta, o Transcatarina 2018 será uma edição inesquecível.

“Teremos um percurso bem elaborado, com desafios ainda melhores quando comparados aos anos anteriores e, com o novo layout da Adventure, entraremos por trilhas pesadas logo no começo de cada dia”, comentou Finta, que completou. “A Adventure é apaixonada por desafios e emoções, onde todos se transformam em uma única família que quer chegar junto ao destino final”.

O piloto Dineo Eduardo Silvério seguirá para o Transcatarina pela quarta vez na Adventure (ele estará ao lado do navegador Márcio Augusto Schlemm Costa). “Esta é uma categoria especial, destinada àqueles que desejam viver uma aventura off-road de primeiro nível. A viatura e os tripulantes devem estar preparados para ingressar na Adventure. Acredito ainda que, pelas dificuldades enfrentadas, agregamos a união, a parceria e a amizade dos envolvidos, o que é muito legal e especial”, destacou.

As expectativas para o roteiro são enormes, e não é para menos. De acordo com o líder da Adventure 1, Nilton Schnaider Júnior (mais conhecido como Marrone), as rotas de 2018 terão, além dos obstáculos, muitas atrações culturais.

“Procuramos trabalhar locais diferentes dos outros anos, privilegiando pontos mais conhecidos ou históricos. Os participantes gostam realmente dos caminhos mais pesados, então unimos o útil ao agradável”, contou Marrone, que acrescentou. “Também temos programado uma nova etapa, lançamos um desafio noturno, que faremos na sexta-feira à noite. Acredito que o grupo está bem motivado com isso!”.

Há uma sintonia muito grande entre a equipe da organização e os participantes, assim, o percurso está sendo ajustado para que seja do jeito que os aventureiros gostam: quanto “pior”, melhor! “A participação deles com a organização é algo bem importante e está muito gostoso, todo mundo agrega com ideias e questionam, um clima bem agradável”, comentou Marrone.

Para completar o time de apaixonados pelos trilhões, terão ainda os grupos da Adventure 2 (coordenada por Edson Luis Rosa Ribeiro) e Adventure 3 (liderada por Alessandro Anacleto da Silva).

As inscrições para o Transcatarina 2018 seguem abertas pelo site www.transcatarina.com.br. Além da Adventure, os participantes podem escolher entre outras quatro categorias, sendo de competição (Máster, Turismo, Graduado) ou passeio (Passeio Radical).

.

.

Informações divulgadas pela assessoria de imprensa.