Dupla da ACL Rally Team enfrentou problemas mecânicos. O rali terá nesta segunda-feira a etapa maratona e o destino será a cidade de Santa Terezinha do Goiás (GO)

Goianésia (GO) – A primeira etapa do Rally dos Sertões foi impiedosa para muitas equipes que disputam a 25ª edição do Rally dos Sertões. Se no prólogo, disputado no último sábado, Rafael Cassol e Lélio Vieira Carneiro Júnior, da Equipe ACL Rally conquistaram excelente resultado e segunda posição da categoria Protótipos-T1, neste domingo a dupla não teve o mesmo sucesso, mas conseguiram completar a especial na quinta colocação. Ainda assim, para Rafael e Lélio ainda tem muito rali pela frente, e eles esperam não enfrentar mais nenhum problema nas seis etapas restantes.

“Dia cruel para nós hoje, mas pelo menos conseguimos terminar sem estourar o tempo máximo de prova. Até o abastecimento vínhamos bem, depois o motor começou a superaquecer, chegou a até 105, 106 graus, devido a uma pane no sistema de refrigeração. Isso atrapalhou muito a nossa estratégia de prova, tivemos que parar” declarou o navegador Lélio Vieira Carneiro Junior.

O Rally dos Sertões é assim, com seus obstáculos e desafios, a dupla do Sherpa #325 que recebe o apoio logístico e mecânico da MEM Motorsports sabe disso. “Amanhã vamos andar rápidos e seguros. A equipe vai deixar o equipamento impecável. Agora vamos com tudo para tirar a diferença para os ponteiros dia após dia!”, completou o navegador goiano.

A segunda etapa nesta segunda-feira (21) marca o início da maratona do Rally dos Sertões 2017. Nesta fase, piloto e navegador não contarão com a assistência da equipe, caso precise de manutenção no carro, e terá de contar com seus próprios conhecimentos de mecânica para a resolução de problemas. “Inicialmente, se não tivéssemos tido problema hoje, seríamos conservadores na maratona. Agora, como ficamos um pouco para trás, vamos apertar um pouco o ritmo, mas lógico respeitando o fato de ser maratona”, afirma Lélio Júnior.

O desafio para Rafael Cassol e Lélio Vieira Carneiro Júnior, terá ainda um trajeto cronometrado, de pouco mais de 248 quilômetros, que exigirá boa estratégia do piloto, com muitos mata-burros, depressões e lombadas, em região de fazendas. Estradas mais travadas e bem sinuosas podem proporcionar uma pilotagem prazerosa. A navegação será exigida e a concentração fundamental, em todo trecho cronometrado. O percurso entre Goianésia e Santa Terezinha de Goiás (GO), incluindo deslocamentos, será de 326 quilômetros.

Rafael Cassol e Lélio Vieira Carneiro Júnior são patrocinados por Riocal, Fralle, Happy Serviços Financeiros e CBDI.

Resultado do prólogo Categoria Protótipos-T1

1° – #322 Michel Terpins/ Maykel Neder Justo, 4h28min28s62
2° – #310 Luiz Facco/ Humberto Ribeiro, 4h35min09s43
3º – #307 Paulo Pichini / Paulo Simões, 5h28min08s19
4º – #338 Fabio Ruediger / Eduardo Bampi, 5h35min32s21
5° – #325 Rafael Cassol / Lélio Vieira Carneiro Júnior, 5h45min44s46

.

.

Informações divulgadas pela assessoria de imprensa.