Em um dia de muita chuva, os participantes precisaram triplicar as atenções na planilha e no percurso. Pódio foi decidido no pequeno detalhe. Os fatores experiência e sorte fizeram a diferença nesta etapa que, de acordo com as equipes, transformou-se em loteria

O 1º Rally Estado de Minas Gerais nasceu com a força de um gigante! Em uma competição que recebeu o reforço da chuva para aumentar o nível técnico do percurso e, com isso, tornar a disputa ainda mais acirrada, pilotos e navegadores passaram por um teste onde força física, resistência do veículo e controle emocional foram colocados a toda prova. Organizado pela SC Racing, o certame acontece na cidade de Poços de Caldas, MG, e termina neste sábado, 12 de março.

Na sexta, 11 de março, às 7h45, a categoria Adventure deu vida ao rali. Com 50 quilômetros, o único objetivo é se divertir e superar os mais complicados desafios off-road. Para este pessoal, quanto mais difícil, melhor!

Às 9h01 foi autorizada a largada para as categorias Máster, Graduado e Turismo (a Novato competirá somente no sábado). A chuva, que não dava uma trégua, deixou o terreno extremamente úmido, gerando expectativa e tensão nas duplas sobre o que encontrariam no trecho cronometrado. Que tipo de pneu usar? Que pilotagem seria a mais acertada? E o navegador, o quão exigido seria? Respostas que vieram à tona logos nos primeiros quilômetros de prova: percurso com muitas erosões, subidas e descidas íngremes, lama, poças d’água, referências de planilha bem próximas, médias de velocidade justas e o chão sempre escorregadio que fazia o carro “sambar”… Mantê-lo na trilha foi a grande provação do dia.

“Tem que estar atento no tempo, sustentar o veículo no curso da estrada, se escorrega, olhar o buraco, ver a medicação do navegador e saber se precisa compensar no pé (freando ou acelerando mais) para deixar o tempo no zero. Adrenalina do começo ao fim… É por isso que praticamos o rali de regularidade há 20 anos”, explicou o piloto Magno Aragão, que faz dupla com o navegador Paulo Renato Ribeiro. “Prova segura, bem feita, bem medida, levantada com carinho. A pessoa que levantou este roteiro trabalhou muito bem”, elogiou Ribeiro.

Sem folga

Foram cerca de sete horas de rali… Sete horas que para os off-roaders voaram! Horas que não foram nada fáceis para quem almeja o pódio do 1º Rally Estado de Minas Gerais, mas que ao mesmo tempo, ao cumprir o percurso total, tiveram a sensação de dever cumprido.

Na categoria Máster, os vencedores do primeiro dia foram Flávio Roberto Kath e Rafain Walendowsky. “O terreno estava liso, mas ele possui uma característica da qual é possível prever e conseguimos manter o controle da situação, então, isso não nos assusta. Entretanto, todos os nossos concorrentes encaram as mesmas dificuldades. O interessante que neste grid estão excelentes competidores, ou que nivela demais a disputa”, comentou Kath. Eles foram seguidos por Paulo Roberto de Goes e Jhonatan Ardigo, em segundo lugar, e Leandro Pereira Moor e Ivo Renato Mayer, em terceiro.

Entre os Graduado, os mais regulares foram José Carlos da Silva e Leandro Macedo Ferreira. Em segundo lugar ficaram Ednilson Leonel Borguezani e Joel Kravtchenko, e em terceiro José Eduardo Guerra e Márcia Maria Esteves Guerra. “Gostei demais. Foi uma etapa seletiva, pois qualquer distração resultou em perda de pontos. Foi o tempo inteiro conectado no equipamento “, declarou Silva.

E na Turismo, Tombo Vilsom Roberto Agudinho e Maurício Alcantara Gonçalves tiveram a melhor a performance.“Para nós é gratificante ganhar uma prova que todos consideraram extremamente difícil. Estamos felizes e animados para seguir nesta boa fase”, salientou Gonçalves. Já Edson Ziolkwski e Roberto Frey, e Wivalde Jonas Liebl e Adimar Diego MÜhlbauer vieram nas segunda e terceira posições, respectivamente.

O 1º Rally Estado de Minas Gerais tem sequência neste sábado, 12, a partir das 9h01. A relargada para as etapas finais será no Hotel Golden Park. A premiação dos campeões está prevista para às 19h30. De acordo com o diretor de prova, Weidner Moreira, o trajeto passará pelas fazendas Chapadão, Quirilos, Cocal e Amoras, além da Mineradora Curimbaba, totalizando 140 quilômetros de navegação.

Classificação – 1º Rally Estado de Minas Gerais

Categoria Máster

1º Flávio Roberto Kath e Rafain Walendowsky, 69 pontos
2º Paulo Roberto Goes eJhonatan Ardigo, 68 pontos
3º Leandro Pereira Moor e Ivo Renato Mayer, 55 pontos
4º Marnes Alexandre Floriani e Cristian Mueller, 53 pontos
5º Julio Cesar Bonotto Neto e Deividi Nardi, 53 pontos

Categoria Graduado

1º José Carlos da Silva e Leandro Macedo Ferreira, 71 pontos
2º Ednilso Leonel Borguezani e Joel Kravtchenko, 64 pontos
3º José Eduardo Guerra e Márcia Maria Esteves Guerra, 58 pontos
4º Rafael Cabongue e Bruno Eduardo Lindemann, 57 pontos
5º Dorivaldo Mueller e Bianca Mueller Ruckl, 57 pontos

Categoria Turismo

1º Tombo Vilsom Roberto Agudinho e Maurício Alcantara Gonçalves, 68 pontos
2º Edson Ziolkwski e Roberto Frey, 67 pontos
3º Wivalde Jonas Liebl e Adimar Diego MÜhlbauer, 64 pontos
4º Gustavo Pauli e Leandro Augusto Robl, 59 pontos
5º Roberto Garcia Torrecillas e Rubens Vieira Pedro, 58 pontos

patroc_mg

Notícia divulgada pela assessoria de imprensa.