Como já falamos por aqui, é muito importante ler o regulamento completo antes de ir para qualquer rally.

Hoje trazemos alguns pontos do Regulamento do Rally Estado de Minas Gerais, que começa amanhã em Poços de Caldas e terá dois dias de provas.

O regulamento completo e todos os adendos estão disponíveis no site, não deixem de ler: http://www.rallyestadomg.com.br/site/?p=911

.

.

TRECHOS DO REGULAMENTO TÉCNICO-DESPORTIVO – Rally Estado de MG

1 – Definição:

O RALLY ESTADO DE MINAS GERAIS 2016 é um evento único de Rallye de Regularidade Off – Road, promovido pela empresa SC RACING LTDA, com autorização da FMA – Federação Mineira de Automobilismo, disputado em 06 provas, na cidade de Poços de Caldas, MG, específicas para veículos com tração 4X4 multimarcas, constituídas por trechos variáveis e médias horárias a serem definidas em uma planilha de roteiro, que o navegador receberá antes da largada, em horário a ser definido pela organização.

.

8 – Ordem de Largada:

Para a primeira prova, a ordem de largada será definida pela ordem de inscrição. Nas demais provas, cada dupla concorrente terá sua ordem de largada determinada pela pontuação acumulada na(s) prova(s) anteiores, ranking por categoria, largando na frente o líder do Ranking, em segundo o vice-líder e assim sucessivamente. Esta ordem de largada será determinada sem o descarte, e será fornecida pela organização 60min hora antes da largada oficial do primeiro veículo, em lugar visível e de fácil acesso.

.

9 – Premiação:

9.1. Serão premiadas as dez duplas melhor classificadas na categoria Master, Graduado e Turismo, ao final do evento.
9.2. Serão premiadas as três duplas melhor da categoria Master, Graduado, Turismo e Novato em cada prova.

.

14 – Indicações Quilométricas:

14.6. Sempre que estiver avisado na planilha colchetes e porteira com neutro A/F [abre e fecha] não haverá PC 50 metros antes e 50 metros após a referência.
14.7. A não ser quando expresso em contrário a medição quilométrica refere-se ao ponto inicial da respectiva referência, tanto no caso de encruzilhada, como no caso de pontes, mata-burro, abrigo de ônibus, etc.

. 

15 – Velocidade:

15.4. Velocidade máxima no trecho navegável será de 70 Km/h, controlado por Radar conforme critérios do item 16.18.

 .

16 – Cronometragem, Postos de Controle e Coletores de Dados:

16.1. Coletores de dados de GPS
16.1.10. O coletor de dados será removido na chegada do competidor, ou em outro local especificado pela organização e divulgado no briefing. Se o aparelho não for devolvido no local especificado pela organização em até 20 minutos além do horário ideal de chegada do competidor, o mesmo será desclassificado. Será da responsabilidade do competidor a devolução do(s) aparelho(s) mesmo após o prazo, caso contrário será cobrado o valor definido no termo de responsabilidade, nas condições do item 6 do art. 16.1.
16.1.15. Passar mais de uma vez pelo PC, para fins de apuração será considerado o tempo de sua primeira passagem.

16.10. A não passagem por um PC será representada por quatro asteriscos (****) e serão somados a pontuação máxima ao total e não serão validos para N-i.

16.12. Critério de Descarte (N-1) e (N-i) cumulativamente:
No critério N-1 será descartado o pior PC válido com no máximo 3 segundos (<=3 seg.) de adianto ou até 10 minutos de atraso (<=10 min.).
No critério N-i serão descartados os ¨i¨ piores PCs válidos de cada concorrente com no máximo 3 segundos (<=3 seg.) de adianto ou 3 segundos (<=3 seg.) de atraso.
O valor ¨i¨ refere-se a 7% dos PC´s válidos da prova arredondando para baixo (ex: 75 PC´s válidos, 7% = 5,25, portanto i = 5 PCs).

16.13. O ponto de cronometragem nos PCs é a coluna do veículo.

.

17 – Contagem de Pontos:

Vencerá a dupla que no final da prova apresentar o menor número de pontos perdidos.

  • Para cada décimo de segundo atrasado (0,1): 1 ponto perdido sem tolerância;
  • Para cada décimo de segundo adiantado (-0,1): 1 ponto perdido sem tolerância;
  • Acima de 10 minutos atrasados – 6.000 pontos perdidos;
  • Acima de 10 minutos adiantados – 6.000 pontos perdidos.

Os tempos ideais serão calculados com precisão de centésimo de segundo, truncando o milésimo para cálculos posteriores e comparados com o tempo do concorrente que também é coletado em centésimo de segundos. A diferença de tempo em centésimo será arredondado para décimos de segundo (cinco centésimos ou mais arredonda para cima) a fim de formar os pontos perdidos.
Critério de arredondamento: entre -0,049 e +0,049 segundos será 0 (zero) pontos. Entre 0,050 e 0,149 segundos será 1 (um) ponto. E assim por diante.

.

18 – Empates:

Caso haja empate na prova, o critério de desempate será:

18.1. Vencerá a dupla que perder menos pontos nos PCs de N-i (descarte).
18.2. Persistindo o empate, será considerada vencedora a dupla que apresentar o maior número de PCs zerados.
18.3. Caso o empate persista, vencerá a dupla que apresentar o maior número de PCs com 1 ponto, 2 pontos, sucessivamente ate o desempate.
18.4. Caso o empate persista, vencerá a dupla que perder menos pontos no último PC.
Caso o empate ainda persista, vencerá a dupla que perder menos pontos no penúltimo PC e assim sucessivamente até o desempate.

.

19 – Pontuação:

19.1. Para efeito de Ranking, serão atribuídos pontos para cada colocação conforme segue:

1º – 25 pontos      6º – 18 pontos    11º – 13 pontos      16º – 8 pontos     21º – 3 pontos
2º – 23 pontos     7º – 17 pontos     12º – 12 pontos     17º – 7 pontos      22º – 2 pontos
3º – 21 pontos     8º – 16 pontos     13º – 11 pontos     18º – 6 pontos      23º – 1 ponto.
4º – 20 pontos    9º – 15 pontos     14º – 10 pontos    19º – 5 pontos
5º – 19 pontos   10º – 14 pontos     15º – 9 pontos      20º – 4 pontos

19.2. Para efeito de pontuação final, será descartada a pior pontuação conseguida pelo Piloto e Navegador individualmente em duas das etapas (N-1). Se alguma etapa tiver 7 ou menos PC’s de tempo válidos não será contabilizada no ranking, isto é, para o resultado final será uma prova cancelada.

19.3. Caso haja empate no ranking final, o critério de desempate será:
19.3.1. Considerado vencedor quem tiver descartado a maior pontuação no critério N-1;(etapa)
19.3.2. Caso o empate persista, será considerado o maior número de 1ºs lugares, 2ºs e assim sucessivamente, valendo para esta comparação, os resultados de todas as 06 (seis) etapas.
19.3.3. Caso o empate ainda persista, será declarado campeão o melhor colocado na última etapa.

19.4. Os competidores que não largarem na última etapa não poderão utilizar esta prova como descarte, nem tão pouco alguma prova que tenham sido desclassificados.

19.5. As pontuações serão sempre atribuídas aos pilotos e navegadores individualmente. Para efeito de largada serão considerados os pontos do piloto.

19.6. Não será permitida a substituição de algum membro da equipe, piloto ou navegador, durante a realização do evento.

.

25 – Veículos Admitidos:

25.1. Serão admitidos como concorrentes veículos multimarcas com tração 4×4, sem ou com preparação para competição. Em caso de dúvidas, cada caso será analisado pela Direção Técnica em conjunto com os Comissários Desportivos.

.

27 – Instrumentos de Navegação:

27.1. Para a categoria Graduado e Master, fica liberado o uso de qualquer instrumento de navegação, sendo obrigatório o uso de navegação integrada, através de computador de bordo.
27.2. Para a Categoria Jeep e Turismo não é obrigatório o uso de computador de bordo, porém aconselhável e recomendado.