Confiram o roteiro da edição especial de 25 anos do Rally dos Sertões, com largada em Goiânia (GO) e chegada inédita em Bonito (MS).

Roteiro – 25º Rally dos Sertões

1ª Etapa – 20 de agosto (domingo)

Goiânia (GO) > Goianésia (GO)

DI (Deslocamento inicial) – 221,87 km
TE (Trecho especial cronometrado) – 306,82 km
DF (Deslocamento final) – 151,79 km
Total do dia: 680,48 km
O Rally dos Sertões começa com uma Especial (trecho cronometrado) extremamente exigente. Com vários tipos de terrenos. Estradas de alta e média velocidade, muita pedra, trechos de trial, travessias de oito rios e áreas agrícolas.

2ª Etapa – 21 de agosto (segunda-feira)

Goianésia (GO) > Santa Terezinha de Goiás (GO)
(Etapa Maratona – pilotos não podem contar com a ajuda de mecânicos e equipes)

DI – 78 km
TE – 248 km
DF – 0 km
Total do dia: 326 km
O Rally dos Sertões entra em região de fazendas, com muitos mata-burros, depressões e lombadas. Estradas mais travadas e bem sinuosas vão proporcionar uma pilotagem prazerosa.  A navegação e a concentração serão muito importantes nesta etapa. A estratégia vai ser fundamental. Na etapa maratona, apenas pilotos e navegadores podem realizar manutenção dos veículos, sem ajuda externa.

3ª Etapa – 22 de agosto (terça-feira)

Santa Terezinha de Goiás (GO) > Aruanã (GO)

DI – 0 km
TE – 297 km
DF – 9 km
Total do dia: 306 km
A etapa começa bem rápida, por estradas de alta velocidade. Depois volta a ter trechos mais travados e sinuosos passando por muitas fazendas. O piso predominante é o cascalho e estradas de piçarra. No meio da especial, a prova fica mais solta e segue no último trecho com longas retas e alta velocidade até o final.

4ª Etapa – 23 de agosto (quarta-feira)

Aruanã (GO) > Barra do Garças (MT)

DI – 102,4 km
TE – 273,20 km
DF – 95,68 km
Total do dia: 471 km
O Rally dos Sertões entra no Mato Grosso. A especial tem início com trechos muito rápidos em um piso misto de piçarra, cascalho e areia.  Em seguida, prova entra em zona de savanas, onde navegação será feita por GPS.  Neste trecho de aproximadamente 60 quilômetros, o importante é conseguir passar por todos os way points e depois seguir para o último trecho da especial, com estradas largas e muitas lombas.

5ª Etapa – 24 de agosto (quinta-feira)

Barra do Garças (MT) > Coxim (MS)

DI – 13,85 km
TE – 438,86 km
DF – 213,30 km
Total do dia: 666,01 km
Será a espacial mais longa da edição de 25 anos do Rally dos Sertões. A prova começa com estradas de piçarra bem sinuosas, segue por regiões de reflorestamento, passa por algumas serras até alcançar área agrícola com longas retas (alta velocidade). Em seguida, fica travada novamente. Trechos de trial, com muitas pedras e segue para região mais plana. O final da especial tem muitas curvas e trechos de média e alta velocidade.

6ª Etapa – 25 de agosto (sexta-feira)

Coxim (MS) > Aquidauana (MS)

DI – 59,82 km
TE – 194,91 km
DF – 174,72 km
Total do dia: 429,45 km
A sexta especial do Rally dos Sertões será bem travada e dura no início. Trechos de piçarra com muitas pedras e lombas serão predominantes. Na segunda parte da especial, após  a descida da serra,  segue por estradas mais planas, com visual inesquecível.  A prova continua rápida até o final desta especial.

7ª Etapa – 26 de agosto (sábado)

Aquidauana (MS) – Bonito (MS)

DI – 128,62 km
TE – 240,45 km
DF – 51,71 km
Total do dia: 420,78 km
Para fechar a edição dos 25 anos com chave de ouro, esta especial será inesquecível, que irá exigir muito das máquinas e dos pilotos. Começa bem rápida e segue por fazendas com trechos bem sinuosos. Depois, por trechos de trial com muitas pedras. Nos últimos quilômetros, a prova volta a ficar rápida até a chegada. 

.

Total de trechos cronometrados (especiais): 1.999,52 km (60,59 %)
Total da prova:  3.300,06 km

.

O Rally dos Sertões tem patrocínio de Honda, Mitsubishi, Divino Fogão e Caixa. Apoio institucional do Governo do Estado de Goiás, Governo do Estado do Mato Grosso do Sul e Prefeitura Municipal de Bonito. Apoio de Pirelli, Cidade Alpha e Truckvan. Supervisão da CBM (Confederação Brasileira de Motociclismo) e CBA (Confederação Brasileira de Automobilismo).