Competidores da marca venceram na Pro Brasil do Cross Country e na Master e na Turismo do Regularidade e foram vice em mais três categorias

A cidade de Fortaleza (CE) recebeu a final do 26º Rally dos Sertões no último sábado, dia 25 de agosto, e mais uma vez a SFI CHIPS encerrou a competição comemorando títulos dos pilotos e navegadores que competem com as soluções automotivas da marca. Desta vez, a empresa vibrou com dois campeonatos e um vice no Rally Regularidade e um título e mais dois segundos lugares na classificação geral do Cross Country.

Título e superação no Regularidade

A SFI CHIPS praticamente dominou as primeiras posições do Rally Regularidade de Goiânia (GO) até Fortaleza. Ao final da competição, a marca conquistou dois títulos nas categorias Master e Turismo e um vice na Graduados. Na categoria mais difícil a vitória veio com o piloto José Carlos da Silva e o navegador Roberto Luiz Spessatto. Já na Graduados, a piloto Sandra Dias e o navegador Igor Quirrenbach ficaram com o segundo lugar na classificação geral após uma disputa acirrada na categoria nos sete dias de prova.

De acordo com o navegador vice-campeão da Graduados, o Rally dos Sertões foi uma prova de superação para a dupla. “O acidente do Glauber e da Minae abalou todos nós. Ainda bem que Deus estava com eles e vão continuar incomodando muita a gente. A Sandra (esposa do Glauber) foi guerreira. Contaram pra ela do acidente no neutro do primeiro dia e ela pilotou firme, mesmo preocupada enquanto não tinha notícias sobre o estado dos dois. Na sexta-feira pela manhã fiquei sabendo que minha avó havia falecido. Mesmo que não tivesse rally não daria tempo de ir até o Paraná para me despedir, então continuei e tentei manter a concentração”, conta Igor.

Estreia com grito de campeão

Na categoria Turismo, o piloto Kleber Santana e a navegadora Fernanda Tonani levaram o título já na sua primeira participação na competição. “Foi inacreditável. Estávamos em uma disputa acirrada com outra dupla, mas tínhamos uma vantagem de 14 pontos ao largar para última etapa. Ainda assim conseguimos dois primeiros lugares e fechamos com chave de ouro nossa participação. O Rally dos Sertões é um campeonato à parte, além de técnica, temos que ter um preparo psicológico muito grande para acordar todos os dias e enfrentar oito, nove ou dez horas de prova”, comenta Fernanda.

Ainda no Regularidade, a SFI CHIPS contou com o terceiro lugar do piloto José Eduardo Guerra e do navegador Ronaldo Rodrigues dos Santos na categoria Master. Na Turismo, o piloto Alisson Baima e o navegador Rubens Torres, que ganharam a inscrição para a competição em um concurso cultural da SFI CHIPS, conquistaram um quarto lugar em sua estreia no Rally dos Sertões. “Se Deus quiser e permitir, voltaremos em 2019 para brigar por um lugar ainda mais alto no pódio”, afirma Alisson.

Campeão e vice no Cross Country

Apesar do acidente do piloto Glauber Fontoura e da navegadora Minae Miyauti, e da batida de Paulo Goes e Gustavo Schmidt, tirarem da prova duas grandes duplas com chance de títulos, a SFI CHIPS ainda pôde comemorar ótimos resultados no Cross Country. Na Pro Brasil, categoria vencida por Glauber e Minae no ano passado, a marca seguiu dominando com o título do piloto Cléber Rodrigues e do navegador João Victor Ribeiro. Da equipe SFI CHIPS Rally Team, Otávio e Allan Enz, estrearam bem na categoria Production T2, chegaram a vencer duas etapas da prova e foram os vice-campeões no acumulado.

“Foi sem dúvidas o maior desafio das nossas vidas. Correr um Sertões no Cross Country é o sonho de qualquer pessoa que é fã de off-road e agora posso dizer que tenho esse sonho completamente realizado. Foi uma trajetória perfeita. Nossa estratégia nos primeiros dias de prova era de apenas completar, mas fomos ganhando confiança e conseguindo concluir as etapas em um ritmo forte. Na etapa maratona, a tão temida maratona, onde não poderíamos usar nosso apoio mecânico, nós vencemos e foi nossa primeira vitória em uma especial. Com certeza esse foi o nosso auge na competição”, diz Allan

A dupla ainda contou com um acidente no sexto dia de prova que danificou muito a Pajero TR4. No entanto, a equipe de apoio trabalhou muito no carro e Otávio e Alan conseguiram ganhar a etapa do último dia. “Éramos líderes da categoria no início do sexto dia, mas uma erosão acabou com a nossa prova. Tivemos um capotamento inesperado logo no início da especial e foi aí que entrou o trabalho de apoio da nossa equipe. Tivemos verdadeiros guerreiros que reconstruíram um carro destruído, que chegou às 3h30min e precisava largar às 9h, e foram eles que venceram. Deu pra ver a emoção de todos quando nos aguardavam no fim do último trecho cronometrado e nos viram ganhando a última etapa com nosso carro ainda com as cicatrizes do último dia”, conta o navegador vice-campeão.

A outra dupla da Production T2 que participou da competição sem equipe de apoio para testar uma possível nova categoria “Self” entre os carros realizou o objetivo de chegar até Fortaleza. O piloto Edson Di Nole e o navegador Vilson Agudinho cumpriram os 3,6 mil quilômetros realizando eles mesmos os reparos no Suzuki Jimny e conquistaram o quarto lugar na categoria.

Pela Super Production, a dupla estreante no Cross Country formada pelo piloto Fernando Possetti e pela navegadora Cristina Starling Possetti ficou com o oitavo lugar na classificação geral da categoria. No último dia de prova a dupla chegou a conquistar uma segunda colocação na etapa.

Vice-campeão geral nos UTVs

A SFI CHIPS também comemorou o vice-campeonato da dupla Denísio do Nascimento e Idali Bosse. Depois de uma disputa acirradíssima na categoria que mais cresce no Rally dos Sertões, a dupla chegou em segundo lugar na classificação geral da prova incluindo todos os UTVs, e distante apenas 4m10s do primeiro colocado.

O 26º Rally dos Sertões foi realizado entre os dias 18 e 25 de agosto, com largada em Goiânia e chegada em Fortaleza. No total, foram percorridos 3.607 quilômetros em sete dias de prova. Além das categorias de carros divididas no Cross Country e Rally Regularidade, a competição conta com a participação de motos, quadriciclos e UTVs. Em 2019, a organização anunciou o roteiro com largada em Campo Grande (MS) e chegada em Goiânia, passando pelo deserto do Jalapão..

.

Informações divulgadas pela assessoria de imprensa.

Texto: Aline Ben da Costa/Comunicação 4×4
Fotos: Magnus Torquato, Marcelo Machado de Melo, Doni Castilho, Victor Eleutério e Vinícius Branca/Fotop/Vipcomm e Michel Oliveira/Clicksports3