Competidores com soluções da marca se destacaram nas principais categorias do rally regularidade e também no Mitsubishi Cup

A temporada de competições da Mitsubishi começou no último final de semana com programação na sexta-feira e no sábado, dias 23 e 24 de março, no Autódromo Velo Città em Mogi Guaçu. A SFI CHIPS mais uma vez esteve presente na festa do maior campeonato de rally monomarca do Brasil com seu laboratório móvel para realizar atendimentos e prestigiar os seus competidores que participaram das provas do rally regularidade Mitsubishi Motorsports e do rally cross country de velocidade Mitsubishi Cup. No total, mais de 400 veículos e 1500 competidores estiveram presentes no evento que ainda contou com o Mitsubishi Outdoor, o rally de aventura e tarefas.

Mitsubishi Cup

A Mitsubishi Cup iniciou a temporada apresentando uma etapa com três provas distintas, duas de cross country e uma de rallycross. Esta última é uma disputa direta entre os competidores em um trajeto que mescla grama e asfalto, formato que a competição trouxe com exclusividade para o Brasil na última temporada. O piloto da SFI CHIPS, Edson Di Nole, competiu ao lado do navegador Vilson Silva e conquistou o segundo lugar na categoria ASX RS vencendo a etapa do rallycross e alcançando o quarto lugar na classificação geral dos carros.

“Foi uma prova bem legal. Na sexta-feira, no treino, a gente acabou escapando logo no começo e bateu o carro, quebrou para-brisa e espelho, e isso fez a gente não forçar muito na prova. Na primeira especial de cross country fizemos um segundo lugar. Estava bem liso o chão, mas foi bem tranquilo, apesar do pessoal já começar em um ritmo muito forte. Na segunda etapa fizemos o terceiro tempo e a pista secou e ficou mais rápida”, conta Di Nole.

Depois as duplas seguiram para a pista do Autódromo Velo Città para uma disputa direta em um trajeto de aproximadamente 1,2 mil metros na prova de rallycross. “Fizemos o primeiro tempo na classificatória e na final do rallycross, começamos o ano com o pé direito. Vamos lutar pelo título, está tudo caminhando bem. Essa prova eu optei por não forçar muito por causa do acidente, então na próxima a gente vai para ganhar”, afirma o piloto da SFI CHIPS.

Os competidores da Mitsubishi Cup voltam a se encontrar no dia 19 de maio em Magda-SP. A terceira etapa da competição acontece no dia 9 de junho em Ponta Grossa-PR e depois o campeonato passa por Cordeirópolis-SP no dia 22 de setembro e por Indaiatuba-SP no dia 20 de outubro. A final ocorre novamente no Autódromo Velo Città em Mogi Guaçu-SP no dia 24 de novembro.

Mitsubishi Motorsports

Os pódios da Mitsubishi Motorsports mais uma vez foram recheados de competidores da SFI CHIPS. Na Master, o piloto Bráulio Ferreira e o navegador Matheus Mazzei venceram a prova e o piloto Paulo Roberto Goes e o navegador Gustavo Schmidt, o Guga, conquistaram o segundo lugar. Goes e Guga ganharam a competição juntos em 2013 e agora estão retomando a parceria prometendo dar trabalhos aos adversários. “O mais legal foi esse reencontro da dupla Paulo Goes e Guga. Nesta primeira prova ainda estamos nos adaptando ao modo de eu pilotar e ele de navegar, então o resultado foi acima de nossas expectativas, podemos melhorar muito”, acredita Goes.

Na Graduados, a SFI CHIPS subiu ao pódio com o primeiro lugar da  dupla formada pelo piloto Fábio Vernizi e pelo navegador Orestes Bacchetti Junior. A marca também esteve presente com a quarta colocação da piloto Paula Breves e da navegadora Vilma Rafael e com o quinto lugar do piloto Flávio Ozon Boghossian e do navegador Luis Miguel Rodrigues Sono.

Remap da SFI CHIPS e vitória pela primeira vez

Já a categoria Turismo foi só emoção com a primeira vitória do piloto Gustavo Amorim e da navegadora Débora Bonatti. Com quatro anos de dedicação ao rally de regularidade o máximo que dois já tinham alcançado era um quinto lugar no pódio. “Uma prova fácil é sempre a mais difícil de pegar pódio e essa prova estava de fácil navegação e a pilotagem bem linear. Então a diferença entre o primeiro e o quinto lugar é muito pequeno. É uma prova onde os detalhes definem a classificação”, diz Gustavo.

Entre os detalhes que a dupla investiu em 2018 esteve o remap da SFI CHIPS. “A prova não foi tão complicada em relação à navegação. Na pilotagem a gente percebeu que as médias eram muito justas, mas tinha muita retomada de velocidade, principalmente depois de curvas. Com isso, o remap fez toda a diferença porque agora o carro tem uma retomada muito forte e com uma entrega melhor da potência ficamos mais competitivos”, comenta Débora.

Com quatro anos de dedicação ao rally de regularidade e  com as melhorias implementadas pela dupla no início do ano, os resultados já superaram as expectativas. “Qualquer colocação acima do quinto para nós estava ótimo, seria aquela pequena melhora. Foi uma superemoção estar no primeiro lugar do pódio pela primeira vez, ser a melhor dupla de 25 carros. A gente não acredita até agora, estamos bestas, um olha pro outro e dá risada, foi muito legal, é uma emoção que mal dá pra descrever. Recebemos o reconhecimento dos colegas e da família, porque sabem que não é só um passatempo de final de semana, é um esporte, é dedicação, e a gente gosta muito, a gente ama o que a gente faz”, conta a navegadora campeã da Turismo.

A dupla gosta tanto do esporte que mantém um canal no YouTube e um perfil no Instagram para divulgar suas aventuras no rally de regularidade, o Canal Projeto Piloto. Lá, eles contam a trajetória que fez eles chegarem em mais um dia inesquecível proporcionado pelo esporte. “Foi bom demais. Você não ganha o primeiro lugar, você conquista o primeiro lugar. Você luta contra o seu próprio desempenho. O regularidade faz com que você seja melhor que você mesmo e com sorte você é melhor que os outros. Nós não ganhamos em cima de quem errou, muita gente que estava no pódio acertou a prova toda também. Então, a conquista foi muito satisfatória e recompensadora. O primeiro pódio é inesquecível, o primeiro lugar é inesquecível também. A nossa jornada está com um novo marco, agora é tentar manter esse padrão”, comemora Gustavo.

Confira abaixo os pódios completos da abertura da Mitsubishi Motorsports em Mogi Guaçu:

PÓDIOS MASTER (Piloto/Navegador)

1º | Bráulio Ferreira e Matheus Mazzei (Juiz de Fora-MG)
2º | 
Paulo Roberto Goes e Gustavo Schmidt (Joinville-SC)
3º | 
Fábio Carvalho e Aristóteles Fiuza (Belo Horizonte-MG)
4º | 
Olair Fagundes e Jhonatan Ardigo (Cuiabá-MT)
5º | 
Carlos Frederico Bauer e Alexandro Silva (São Bento do Sul-SC)

PÓDIOS GRADUADOS (Piloto/Navegador)

1º | Fábio Vernizi e Orestes Bacchetti Junior (São Paulo-SP)
2º |
 Leonardo Borges Menarim e Adriana Micheli (Castro-PR)
3º |
 Charles Marcelo Ritter e Marcelo Almada Coelho Ritter (Florianópolis-SC)
4º | 
Paula Breves e Vilma Rafael (Rio de Janeiro-RJ)
5º | 
Flávio Ozon Boghossian e Luis Miguel Rodrigues Sono (Rio de Janeiro-RJ)

PÓDIOS TURISMO (Piloto/Navegador)

1º | Gustavo Amorim e Débora Bonatti (São Bernardo do Campo-SP)
2º | 
Patrick Celeski e Felipe Pachewsky (São Bento do Sul-SC)
3º | 
Eduardo Alexandre Kruger e Fabiane Tironi Kruger (Jaraguá do Sul-SC)
4º |
 Guilherme Barbosa e Lisiane Homem (Campinas-SP)
5º |
 Thiago Matino Santos e Karina Borba Martino (São Bernardo do Campo-SP)

PÓDIOS TURISMO LIGHT (Piloto/Navegador)

1º | Carlos Dominguez Duarte e Fernando Ferreira Lopes (Santos-SP)
2º |
 Fernanda Cabral Mendonça e Rodrigo Mendes Mendonça (Maricá-RJ)
3º |
 Márcio Reis e Marina Reis (Franca-SP)
4º |
 Adilson Lucas e Fabrício Lucas (Campinas-SP)
5º |
 Patrícia Wares Palmeiras e Cristiano Palmeiras (Diadema-SP)

.

.

Informações divulgadas pela assessoria de imprensa.