O primeiro dia de prova no Transparaná aconteceu ontem e teve largada em Guaíra e chegada em Toledo. Ele foi dividido em 3 etapas, e assim que terminaram a prova, o Guilherme e a Lisiane contaram pra gente como tinha sido:

“Final do 1º dia de prova, bom que acabou cedo e da pra descansar um pouco antes da premiação. Hoje o dia foi de muito estradão, mas prova bem pegada, com muitas curvas em alta e o piso muito seco, nem precisamos usar [pneu] mamute.

A prova teve bastante reflorestamento e estrada e mesmo no estradão estava rápido e dinâmico, com velocidades boas para andar, foi bem divertido!

Acho que não fomos muito bem porque não consegui controlar o carro de jeito nenhum. Foram vários balaiozinhos malucos, já no começo da prova tinha um e no decorrer da prova vários outros.

Alguns carros tiveram problemas hoje, mecânicos e com batidas (pois estavam acima da média, tirando tempo, coisa de prova mesmo), a gente não teve problema nenhum com o carro mas ainda bem q não choveu, fiz a prova inteira de mud e vamos ver, agora é esperar, ir pro hotel e descansar.” desabafa Guilherme.

Já para Lisiane:

“A nossa maior dificuldade hoje foi acertar o carro quando diminuia a velocidade, em médias a partir de 15 km/h  já tem PC, então toda vez que caia velocidade para 21 km/h, 18km/h acho que a gente tomou alguns adiantos, a gente nao viu os PCs  ainda né, mas hoje a noite a gente vai ter a certeza!

Em todas as etapas tivemos balaios hoje. No final da primeira etapa fomos bem mal em um balaio, saímos com 12 segundos de atraso. Na segunda etapa tivemos bastante estradas com pedras, começamos mais ou menos e depois teve um outro balainho, chegando em toledo, na área do Jeep Clube deles, o Tolelama, com uma pegadinha bem legal. Na saída também tinha uma pegadinha (foto abaixo da planilha), onde saia navegando a 18 km/h (onde tem radar) e essa situação pode ter pegado muita gente, se você chegasse e não prestasse atenção já tomava um pczinho.

Na 3ª etapa teve um balaio bem grande dentro de um reflorestamento, onde passava 5 vezes  em uma subida entre árvores, onde alguns carros bateram. A galera aqui não vem pra brincar, eles andam forte, quando se perdem eles não tem dó do carro então já viu… o que não é o nosso caso, a gente vai até o nosso limite, queremos terminar até sábado com o carro inteiro.

Durante todo o dia, ainda mais por ser segunda-feira, tinham muitos caminhões trabalhando o que atrapalhou muitos competidores, inclusive a gente pelo menos duas vezes onde tivemos que cortar por cima da soja porque não tinha como passar mesmo, mas isso faz parte da prova e depois entra nos descartes.

Mas é isso aí, tirando os probleminhas com a baixa das médias e um balaio que foi complicado, com nosso maior atraso hoje, agora é só esperar que a galera veio tudo, com faca nos dentes, querem nos tirar do 1º mas vamos continuar brigando!”

A noite aconteceu a festa de premiação, em Toledo, com direito a coral e dupla cantando, jantar delicioso com porco no rolete, costela e vários acompanhamentos e, claro, o pódio do dia. A nossa dupla se surpreendeu e levou o primeiro lugar na categoria turismo. A alegria é totalmente visível nas fotos, e no depoimento da Lisi:

“Gente dá pra imaginar né? Mega feliz!!! Mas como disse o Gallo não dá pra relaxar, tem mais cinco dias aindas… Também estamos super felizes pela Márcia e o Guerra. Vai Tulipa!!!”

Márcia e Guerra que não tinham ido muito bem no prólogo conseguiram um 3º lugar na disputada categoria graduados, parabéns!

Na categoria master, Allan e Marreco que haviam ficado em 2º no prólogo subiram no degrau mais alto do pódio!

.

Os resultados podem ser acessados aqui.

.

.

Confiram algumas fotos de Paulo Valente:

 

.

.

.

Apoiadores